Aos 84 anos, o cantor Agnaldo Timóteo morreu neste sábado (3), por um conjunto de consequências provocadas em seu estado de saúde após ser diagnosticado com a Covid-19.

Dono de uma voz esplendorosa, e uma longa carreira na música e na política, Agnaldo Timóteo era natural de Caratinga, Minas Gerais (MG), nascido no dia 16 de outubro de 1936. Segundo o portal Agência Brasil, Timóteo foi internado num hospital do Rio de Janeiro no último dia 17 de março, e a notícia de sua morte foi confirmada em nota pelos seus familiares.

Agnaldo Timóteo morreu às 10h45

Destacando o ato de heroísmo de Timóteo na luta contra a doença, os parentes do cantor informaram que o artista faleceu às 10h45 do sábado. A nota informa ainda que o cantor não suportou as intempéries provocadas em seu organismo pela presença do novo coronavírus.

O site VivaBem, do UOL, esclareceu que entre as complexidades da Covid-19 estão sintomas como aceleração dos batimentos cardíacos, falta de ar, fadiga, dores nas articulações, perda do olfato e do paladar, além de dificuldades de concentração.

Repertório de Agnaldo Timóteo é romântico

Com uma carreira de sucesso, o cantor, políico e escritor, gravou 64 discos com repertório romântico. Na busca de oportunidades para a carreira artística, ainda na sua juventude ele saiu de Minas Gerais em direção ao Rio de Janeiro, onde recebeu apoio da cantora Ângela Maria.

Seu primeiro disco foi gravado em 1961, quando ele estava com 25 anos de idade. Já a consolidação de sua carreira como cantor veio com o disco “Obrigada Querida”, com a música “Meu Grito” de Roberto Carlos. Esta música foi um sucesso que ocupou o primeiro lugar em várias emissoras de rádios do país na época.

Contribuíram ainda para o sucesso do músico, também escritor, as duas grandes canções “Mamãe Estou Tão feliz e “Os Verdes Campos de Minha Terra”.

Agnaldo Timóteo fez muito sucesso

Agnaldo Timóteo ficou internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital Casa São Bernardo, na Barra da Tijuca (Rio de Janeiro), e seu estado de saúde foi agravado a partir de sexta-feira (2). Pela sua idade avançada, o músico pertencia ao grupo de risco para a Covid-19, e ele teria contraído a doença entre a 1ª e 2ª dose da vacina contra o novo coronavírus, conta o site poder 360.

Em 1982, Timóteo enveredou seu talento pela vertente política. Desempenhou funções como deputado federal em 1983 pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT), pelo estado do Rio de Janeiro. No ano de 1994, Agnaldo foi vereador por São Paulo.

Em 1997, exerceu mandato como deputado estadual pelo estado do Rio de janeiro, dessa vez pelo Partido Progressista Brasileiro (PPB). Conquistou vereança por São Paulo no ano de 2004, entre outras candidaturas da carreira.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!