A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do novo coronavírus deverá ter a primeira reunião presidida pelo senador Otto Alencar (PSD/BA). Isso pois com 73 anos, Otto Alencar configura a idade mais avançada entre os demais integrantes deste colegiado.

A Comissão vem sendo criada para investigar possíveis omissões do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), na atual pandemia de Covid-19. Entre outras ações da CPI, as atenções deverão voltar-se para Manaus, capital do Amazonas, onde houve aumento nos casos de mortes devido à falta de oxigênio medicinal.

Doentes também precisaram ser transferidos para estados vizinhos.

Nomes da Comissão Parlamentar

A relação com nomes dos 18 integrantes desta Comissão Parlamentar foi lida no Senado Federal, na tarde desta quinta-feira (15), pelo presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (DEM/MG). A lista continha os nomes dos titulares e suplentes.

O autor do requerimento dessa instalação da Covid-19 é o senador Randolfe Rodrigues (Rede/Ap). A leitura dos nomes dos membros para a Comissão Parlamentar de Inquérito se apresentava como o procedimento fundamental para esta instalação.

Pacheco orienta Comissão Parlamentar

Como presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM/MG) terá a incumbência de orientar diretrizes do processo, além de comunicar se a CPI acontecerá nas modalidades online ou presencial.

O senador Randolfe Rodrigues sugeriu como data de instalação o próximo dia 22 de abril. Os nomes dos senadores titulares que compõem a CPI, são: Renan Calheiros (MDB/AL), que de acordo com o G1, é próximo à oposição, porém se diz independente; Eduardo Braga (MDB/AM (independente); Ciro Nogueira (PP/PI), ala governista;

São ainda titulares da Comissão Parlamentar, os senadores: Otto Alencar (PSD/BA), próximo à oposição, mas se diz independente; Omar Aziz (independente); Eduardo Girão (Pode/CE); próximo do governo, porém se diz independente; Tasso Jereissati (PSDB/CE), próximo à oposição, porém se define como independente; Randolfe Rodrigues (Rede/AP)- atua na oposição; Humberto Costa (PT/PE)- oposição; Marcos Rogério (DEM/RO), próximo ao governo, porém sua opção é ser independente e Jorgino Mello (PL/SC), governista.

Suplentes da Comissão Parlamentar

Já, os senadores suplentes são: Luiz Carlos Heinze ( PP/RS); Jader Barbalho (MDB/PA); Angelo Coronel (PSD/BA)Marcos do Val (Pode/ES); Rogério Carvalho ( PT/SE); Alessandro Vieira (Cidadania); Zequinha Marinho (PSC/PA).

Seguindo neste contexto, o primeiro encontro dos integrantes da Comissão parlamentar de Inquérito deverá ser na forma presencial, porque a eleição para presidente dessa constituição tem de ser secreta.

Diferente do senador Randolfe Rodrigues (Rede /AP), que escolheu dia 22, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco propõe o dia 27 para essa instalação. A estratégia para eleição da mesa condutora de processo prevê disposição de urnas nos corredores e garagem do Senado Federal, favorecendo o distanciamento entre os integrantes da Comissão, por causa da pandemia do novo coronavírus.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!