Muitas pessoas optam por ignorar alguns sintomas e preferem acreditar que não é nada de grave. No entanto, atitudes dessa natureza podem trazer graves consequências.

Como algumas dores, as que atacam a região do baixo ventre podem ser indícios de problemas comuns e fáceis de tratar. Mas nem sempre isso acontece, nesses casos, ignorar esses sintomas não é uma das atitudes mais sensatas. Assim como pode ser uma simples prisão de ventre, também pode ser o extremo: o temido câncer.

Desvendar a real situação por trás do que o paciente está passando é um desafio para os médicos, já que existe uma infinidade de possibilidades e acaba levando um tempo para uma diagnóstico concreto.

Por isso, independente dos sintomas, o mais indicado é procurar um médico o quanto antes.

Confira agora uma pequena lista com algumas doenças que se manifestam na região do útero.

1. DIP - Doença Inflamatória Pélvica

Esse é o tipo de infecção que começa no canal dos órgãos femininos ou até mesmo no colo do útero e pode migrar para o endométrio, que é o tecido que tem o papel de fazer o revestimento das trompas, ovário e útero.

A DIP pode ser transmitida sexualmente, por esse motivo, é considerada uma DST, mas também pode ter relação com a endometriose. As mulheres mais atingidas são aquelas que utilizam DIU. Alguns dos sintomas são: dor durante relações com o parceiro, febres que podem ultrapassar 38° C e sangramento considerado anormal.

2.Endometriose

Todos os meses do ciclo menstrual, o endométrio se espessa para que o óvulo, quando fecundado, seja implantado nele.

Porém, se a gravidez não acontece, esse endométrio é eliminado do corpo, juntamente com a menstruação. O que pode ocorrer durante o percurso de eliminação é esse tecido cair na cavidade abdominal ou nos ovários, que acaba causando um crescimento não natural do útero. O nome dado a esse fenômeno é lesão endométrica. Quando não tratado, pode levar a infertilidade feminina. Alguns dos sintomas são cólicas intensas, dor forte fora e dentro do período menstrual, dor durante a relação com o parceiro e etc.

3. Câncer de útero

Diferente do câncer de colo de útero, câncer uterino não é possível detectar a partir do procedimento papanicolau, já que ocorre na parte interna do útero da Mulher. O mais comum é acometer pessoas que já estão na menopausa. O sintoma principal e dominante é o sangramento após a menopausa. Outros sintomas [VIDEO] são: presença de dores durante relação, dor pélvica, dor ou dificuldade para urinar. Nos três casos, o mais indicado é procurar um médico [VIDEO].