Uma médica foi afastada do cargo na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), em Sorriso (MT), que fica a 420Km de Cuiabá, após atender um adolescente de 18 anos que teve o pulmão perfurado e liberá-lo. De acordo com a Secretaria Mundial de Saúde a médica estaria no seu primeiro dia de trabalho naquela unidade.

O jovem de 18 anos, procurou a UPA na última terça-feira (16) depois de ser golpeado com uma facada nas costas por outro adolescente de 15 anos. A agressão aconteceu próximo à Escola Estadual Arlete Maria Cappellari, no Bairro Rota do Sol, onde os dois estudam.

Atendimento irresponsável

Segundo o Secretário de Saúde, Luís Fábio Marchioro, o paciente foi atendido pela médica que fez um curativo e o liberou logo em seguida. Ainda com dor, o jovem retornou à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) quando foi atendido por outro profissional. O segundo diagnóstico foi que o adolescente teria sofrido uma perfuração no pulmão e estaria com hemorragia. O jovem foi encaminhado com urgência para o Hospital Regional de Sorriso.

O Secretário, Luís Fábio, pediu desculpas à família da vítima e afirmou que está trabalhando para que fatos como esse não voltem a ocorrer. De acordo com a família, o caso do jovem é grave.

Ameaças

Segundo a Polícia Militar, o jovem já vinha sofrendo ameaças do colega de escola há algumas semanas após o desentendimento. As ameaças eram mútuas, entretanto ninguém imaginava que isso poderia acontecer.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Saúde

Logo, na terça-feira (16), o agressor, de apenas 15 anos, antes do início das aulas golpeou o adolescente de 18 anos nas costas e logo após fugiu.

A Polícia ainda afirmou que os dois alunos deram depoimentos diferentes sobre o caso.

Motivo da briga

De acordo Polícia Civil, que está investigando o caso da briga, o motivo do desentendimento teria sido o desrespeito de um dos jovens por uma funcionária da escola.

Após a confusão a diretora do colégio, Graziele Cristina Rott, em entrevista para o portal Só Notícias, informou que o desentendimento entre os estudantes teriam se iniciado na semana passada, depois que o agressor, que é aluno do sexto ano da instituição, desrespeitou uma funcionária.

O outro aluno, que é do ensino médio, não gostou da atitude e chamou sua atenção, pedindo para que respeitasse a funcionária.

Eles, então, acabaram discutindo e foram chamados à diretoria para esclarecer a situação. Porém os estudantes se encontraram na esquina da escola e tiveram uma segunda discussão. O adolescente de 15 anos, que estava com uma faca, atingiu o jovem do ensino médio, e logo depois fugiu. A vítima ainda conseguiu entrar na escola para pedir socorro. O colégio, por sua vez, chamou a Polícia e o Corpo de Bombeiros, que o encaminhou para a UPA.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo