O presidente Jair Bolsonaro alegou nesta sexta-feira (20), que mesmo depois de fazer dois testes com resultados negativos para o covid-19, ainda fará um terceiro, se houver recomendação médica, pois alega que tem contato com diversas pessoas, inclusive vítimas da covid-19, e talvez possa estar infectado.

Bolsonaro afirma, ao sair do Palácio da Alvorada, que está bem de Saúde e que tem recebido orientações médicas .

Todos eles tiveram contato, em algum momento durante a viagem, com Jair Bolsonaro, além deles também mais 18 pessoas que também estiveram com o presidente, também confirmaram positivo para o novo coronavírus.

Bolsonaro esteve com 22 pessoas nos EUA infectadas com o novo coronavírus

A preocupação do presidente do Brasil em realizar um terceiro teste se dá pelo aumento de pessoas infectadas com o vírus e com as quais ele teve contato na viagem aos Estados Unidos na semana passada.

Bolsonaro declarou nesta sexta (20), a confirmação de mais quatro casos para a covid-19, totalizando 22 pessoas com a quais ele teve contato durante sua viagem aos EUA, dentre eles está o ajudante de ordens do presidente, Major Mauro César Barbosa Cid. O assessor especial da presidência, Filipe Martins. O diretor adjunto do Departamento de Segurança do GSI, Coronel Gustavo Suarez da Silva e também o Embaixador Carlos França, chefe do Cerimonial da presidência.

Todos eles tiveram contato, em algum momento durante a viagem, com Jair Bolsonaro, além deles mais 18 pessoas que também estiveram com o presidente confirmaram positivo para o novo coronavírus.

O presidente alegou que toda sua família fez o teste e deu negativo para o covid-19, mas que talvez esteja infectado e não saiba, por não haver manifestação de nenhum sintoma ainda ou até mesmo por possuir anticorpos que o ajude.

A partir do dia 12 de março, todos que estiveram na viagem aos Estados Unidos começaram a fazer testes para o novo coronavírus depois que foi confirmado que Fabio Wajngarten, secretário de comunicação, testou positivo para covid-19, a maioria dos resultados foi negativo e até o momento soma-se 22 casos confirmados.

Fala de Eduardo Bolsonaro pode causar crise diplomática

Declaração de Eduardo Bolsonaro causou mal estar e pode piorar situação do Brasil, provocando até uma crise diplomática, pois é sabido que a China é o principal país asiático que tem parceria comercial com o Brasil. O filho do presidente alegou que a china é a culpada pela disseminação do novo coronavírus.

A embaixada chinesa ficou revoltada com sua fala e manifestou repúdio aos seus dizeres, falando até que o deputado “contraiu um vírus mental” em Miami. Yang, também alegou que a família Bolsonaro é o grande problema para o povo brasileiro e que o comportamento de Eduardo não é o adequado para o cargo que ele ocupa, e que espera que ele assuma as responsabilidades com o que disse, e também peça desculpas a China pela declaração inapropriada.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Saúde
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!