O Rio de Janeiro confirmou na manhã desta quinta-feira (19) o primeiro óbito no estado decorrente do novo coronavírus. Uma mulher de 63 anos, portadora de diabetes e hipertensão, não estava na lista de infectados e começou a apresentar os sintomas da Covid-19 no último domingo (15). Na segunda-feira (16), houve um grande declínio em seu quadro de saúde, resultando em uma internação no hospital de sua cidade, Miguel Pereira, localizada no sul do estado. O quadro clínico da paciente foi regredindo até ocasionar o seu falecimento.

As suspeitas são de que a mulher tenha contraído o coronavírus de sua patroa.

Ela era empregada doméstica e trabalhava no centro do Rio de Janeiro. A referida mulher havia sido diagnosticada com a doença após retornar de viagem para a Itália, um dos maiores epicentros da doença em todo o mundo. Por conta da idade e dos quadros de diabetes e hipertensão, a mulher estava no grupo de risco da Covid-19, cujos levantamentos internacionais apontam um maior risco de morte.

Governador se pronuncia após morte por coronavírus no Rio

O comunicado da primeira morte decorrente do novo coronavírus no estado foi confirmado pela Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro [VIDEO]. Pouco tempo depois, o governador Wilson Witzel se pronunciou publicamente. Ele lamentou a morte da mulher, prestando condolências aos amigos e familiares.

Destacou ainda que a infecção está afetando diretamente a rotina dos fluminenses e pediu compreensão e apoio da população, a qual deve seguir à risca as recomendações e exigências feitas pelo Ministério da Saúde e pela OMS (Organização Mundial da Saúde).

Outra morte segue em investigação

Em Niterói, Zona Metropolitana do Rio de Janeiro, é investigado um outro caso de morte possivelmente por coronavírus.

Um idoso de 69 anos morreu com sintomas da Covid-19, mas ainda não é possível dizer se a causa de sua morte foi decorrente de complicações provocadas pela doença.

O governo do Rio de Janeiro criou um comitê de urgência para a apuração dos casos de coronavírus no estado. De acordo com o gabinete de crise, até o momento desta publicação são 64 infectados.

A ampla maioria é na capital, com 55 casos confirmados. Niterói segue em segundo na lista com seis casos, seguido de Barra Mansa, Miguel Pereira --onde a primeira vítima fatal foi confirmada-- e Guapimirim com um caso cada município.

Secretário de Saúde faz apelo

Edmar Santos, secretário da saúde no estado, fez um apelo especial aos fluminenses. Ele reforçou o alerta por conta do coronavírus, indicando que a gravidade do problema é real. Foram dados conselhos de prevenção contra a proliferação da Covid-19, sendo indispensável que a população se mantenha em quarentena dentro de casa, evitando aglomerações.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!