Estamos no século XXI mas, vira e mexe, parece que as personalidades e fatos do século passado vêm nos visitar por meio de fatos curiosos. Desta vez, o pacifista e líder da independência da Índia, Mahatma Gandhi, surge com uma novidade bem aos nossos olhos.

Um par de óculos atribuído a uma das maiores figuras mundiais foi leiloado na Inglaterra. Embora as agências de notícias não tenham revelado sobre a data precisa da venda – alguns falam sobre a noite de sexta-feira, dia 21/08 -, o fato aconteceu, e eles foram arrematados por 260.000 libras (cerca de R$ 1,9 milhão ou 288.000 euros).

O leilão foi na East Bristol Auctions, fato que deixou ainda mais surpresos aqueles que leram a mensagem no Instagram do estabelecimento.

Segundo a postagem, os óculos foram encontrados “há apenas quatro semanas em nosso correio (a caixa de correio que recebe encomendas, cartas e similares), deixados ali por um senhor cujo tio os recebeu do próprio Gandhi. Um resultado incrível para um objeto incrível”.

Propriedades

Inicialmente, o lance mínimo dos óculos de Gandhi foi estimado entre 10.000 e 15.000 libras – algo em torno de R$ 73.000 e R$ 110.000. Marca registrada da face do líder indiano, os óculos são de lente redonda e com aros dourados.

Puxando o fio da meada, esta história surge com um agradecimento de Mahatma Gandhi a um dos ascendentes que recebeu essa lembrança por uma boa ação praticada. O tempo correu, e o objeto foi passando de geração em geração da mesma família que detinha os óculos.

Quase cinquenta anos transitando entre as mãos e as gavetas da família.

Seu último dono resolveu colocar o par dentro de um envelope anexado a um bilhete que dizia o seguinte: “estes óculos pertenceram a Gandhi, ligue-me”.

Por precaução, a casa de leilões foi investigar e pesquisar acerca do assunto e, obtendo sinal positivo, se envolveu em algo de dimensão histórica.

Somente após isso é que os funcionários atenderam o que estava escrito no bilhete e ligaram para o ex-proprietário.

No telefonema o homem disse que, se o acessório não valesse nada, era melhor descartá-lo. Em seguida, o funcionário mencionou o lance inicial e o ex-dono foi tomado por um susto a respeito da estimativa financeira.

A pergunta que não quer calar é: como este par parou nas mãos do último proprietário? Mahatma Gandhi deu esse objeto em meados da década de 20 do século passado ao tio da família, reconhecendo algum bom ato. Na época, esse tio trabalhava para a British Petroleum, na África do Sul.

Um lembrete: esta não foi uma ação isolada do líder da independência indiana: era frequente que Gandhi doasse os pares de óculos usados ou julgados imprestáveis aos mais necessitados ou os que o ajudaram de alguma maneira em sua vida.

Ademais, o espiritualista foi a peça principal da separação da Índia em relação à Inglaterra, conseguindo tal intento ao lutar sem violência ou derramamento de sangue. Ele morreu um ano depois de ver o sonho concretizado.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Fofocas
Seguir
Siga a página Religião
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!