Mesmo com uma série de reclamações de atraso no pagamento e de filas quilométricas nas agências da Caixa espalhadas pelo Brasil, os números de liberação de recursos impressionam. De acordo com o banco, desde 9 de abril, foram distribuídos R$ 35,5 bilhões em recursos do auxílio emergencial. Os números devem passar por novas atualizações, mas os recursos disponíveis a quem tem direito são referentes à manhã desta quinta-feira, 30 de abril.

Ainda de acordo com o banco, 50 milhões de brasileiros têm o crédito de R$ 600 disponível em conta. No aplicativo e no site, são 20,3 milhões de inscritos, que somaram R$ 13,3 bilhões em dinheiro liberado pelo auxílio liberado via governo federal, com o intuito de combater o freio na atividade econômica, gerado pelo novo coronavírus.

Milhões de pessoas via Bolsa Família

O programa social Bolsa Família também gerou milhares de inscrições para o recebimento do auxílio emergencial. De acordo com as estatísticas oficiais da Caixa, são 19,2 milhões de interessados, que receberam R$ 15,2 milhões. O Cadastro Único é outro programa de atendimento social do governo. Por intermédio dele, foram liberados R$ 7 bilhões a 10,5 milhões de cidadãos.

O banco disponibiliza mais informações sobre o Auxílio Emergencial. Até o momento, 49,7 milhões de pessoas concluíram o cadastro em dois sistemas disponíveis – site e aplicativo. Neste caso, podem solicitar o benefício os informais, os autônomos e os desempregados.

Número impressionante de acessos

O site auxilio.caixa.gov.br se aproxima de 525 milhões de visitas e a Central Telefônica 111 atendeu a mais de 105 milhões. O aplicativo Auxílio Emergencial Caixa também superou os 70 milhões de downloads e o Caixa Tem, aquele aplicativo disponível para movimentar o dinheiro por intermédio da poupança digital, chega a 69 milhões de downloads.

Importante destacar que há três calendários para pagamentos diferentes. Para quem realizou a inscrição via aplicativo ou site do programa Auxílio Emergencial, um segundo calendário aos que estão inseridos no programa Bolsa Família e o terceiro é o CadÚnico. Neste caso, os integrantes não recebem Bolsa Família ou são as mulheres consideradas chefes de família.

O Auxílio Emergencial começou a ser liberado em 14 de abril. A Caixa promete o pagamento em até cinco dias úteis depois do cadastro, contudo há uma série de reclamações dos interessados no benefício. Eles justificam que este prazo estabelecido não está sendo cumprido. Também reclamam que o aplicativo apresentava problemas operacionais. Nesta semana, a Caixa informou que houve atualização do sistema para se evitar os problemas relatados por inúmeras pessoas.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!