O presidente do Santos, José Carlos Peres, deu uma longa entrevista para o canal "Os Canalhas", do UOL. Durante o diálogo, ele falou sobre vários assuntos, principalmente sobre a contração de Cueva, e o seu principal interesse no jogador colombiano Andrés Ricaurte, de 28 anos, que estava nos planos no dirigente. No entanto, na ocasião, o valor do atleta estava muito acima do que o Santos poderia pagar.

Depois de um ano, o meio de campo está custando 1/5 a menos, segundo declaração de José Carlos Peres ao comentar sobre o plano para contratar o rapaz. Ele explicou que tinha uma lista com nome de cinco jogadores, e no topo dela estava o colombiano que atualmente joga no Independiente Medellin, da Colômbia.

Sem acerto, o contratado foi Christian Cueva.

O motivo que levou o Santos a contratar Cueva, de acordo com Peres, foi em relação ao preço. "A gente optou pelo preço mais baixo, dividido em três anos, 2020, 2021 e 2022", disse o presidente. O Santos então acertou com Cueva por R$ 26 milhões em três parcelas anuais.

Cueva e Santos

Como Cueva não estava nos planos do Santos, as coisas começaram a caminhar de outra forma. Ele foi contratado e teve uma passagem no clube sem gols ou assistências, e deixou o Peixe no início de 2020. O peruano foi para o Pachuca, do México. O Santos tinha contratado o peruano junto ao Krasnodar, da Rússia.

Agora, o Peixe tem uma briga na Justiça, pois o time Russo quer receber pela contratação do meia.

O Krasnodar pediu indenização após o peruano ir para o Pachuca, do México, de graça.

O peruano não conseguiu se firmar no time. Durante uma entrevista no início do ano, o jogador falou sobre o ocorrido e afirmou que não fez nenhuma loucura ao abandonar o Santos e fechar com o Pachuca.

O atleta explicou que tentou conversar com os dirigentes do Santos.

"Falamos claramente e pareceu que minhas palavras não importaram", lamentou Cueca.

Então, outras medidas tiveram que ser tomadas. De acordo com Cueva ele falava com presidente, diretor esportivo e advogados, mas parecia que ninguém se importava. Depois, seu empresário e advogado assessoram para tentar encontrar outra maneira.

O atleta queria encontrar confiança, algo que ele encontrou no clube que está atualmente, o Pachuca, do México. Ele lembra que chegou muito empolgado para jogar no clube, entretanto algumas atitudes desanimaram.

Jogadores emprestados voltam ao Santos

O time paulista enfrenta dificuldades financeiras ocasionadas pela pandemia do novo coronavírus. A tendência agora é que o Santos deva dar novas oportunidades a jogadores que não vinha sendo utilizados ou que recentemente retornaram de empréstimos.

Um dos principais casos que se encaixa neste momento do time paulista é o lateral-esquerdo Romário e o atacante Lucas Braga. Romário foi contratado em 2017, no entanto, ele foi emprestado para o Mirassol, onde disputou o Campeonato Paulista e mostrou um bom desempenho.

A outra aposta para a temporada é Lucas Braga. O atacante chegou ao Santos em 2019, mas ele foi pouco aproveitado. Esteve apenas atuando na equipe B e teve destaque na partida do Paulistão contra a Inter de Limeira. Ele deve ser aproveitado no time principal quando o Futebol retornar.

Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página Santos
Seguir
Siga a página ESports
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!