Neste domingo (6), o Estádio Cícero Pompeu de Toledo recebeu o confronto entre São Paulo e Fluminense, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. Os paulistas venceram a partida por 3 a 1, de virada, no segundo tempo, e se aproximaram da liderança da competição.

Em um dia de bastante calor, o Time da Fé, estreando sua camisa preta, se reabilitou depois da derrota sofrida na quinta-feira (3) para o Atlético Mineiro. Com o resultado positivo, os comandados do técnico Fernando Diniz chegaram a 16 pontos e agora ocupam a segunda colocação na tabela de classificação, apenas um atrás do Internacional de Porto Alegre.

Diniz, que não pôde contar com a presença em campo do centroavante Pablo, devido a uma lesão muscular no tronco, região da costela, teve de escalar sua equipe de maneira diferente, visando maior movimentação dos atletas no setor ofensivo.

A escalação escolhida por ele teve Tiago Volpi, Igor Vinícius, Diego Costa, Léo Pelé, Reinaldo, Tchê Tchê, Gabriel Sara, Hernanes, Paulinho Bóia, Vitor Bueno e Luciano.

Os cariocas, dirigidos por Odair Hellmann, vieram com Marcos Felipe, Lucas Calegari, Nino, Lucas Claro, Egídio, Dodi, Yuri Lima, Nenê, Michel Araújo, Wellington Silva e Marcos Paulo.

Gols

Quem abriu o placar no primeiro tempo foram os visitantes, depois de uma falha incrível de Igor Vinícius, Wellington Silva aproveitou o vacilo, criou espaço para o chute e concluiu com felicidade no canto, 1 a 0, Fluzão, aos 39 minutos.

O lateral que foi para o intervalo amarelado pelo árbitro paranaense, Paulo Roberto Alves Junior, foi substituído por Juanfran.

Além do espanhol, Hernanes deixou o gramado para a entrada de Igor Gomes, e Paulinho Bóia foi trocado por Brenner. Daí em diante o Tricolor do Morumbi dominou as ações, empatando o duelo rapidamente.

Em cobrança de escanteio de Igor Gomes, aos 4’, Léo Pelé desviou de cabeça no primeiro pau, e, Brenner, bem posicionado, colocou o pé na bola, empurrando-a para o fundo do gol, 1 a 1, e comemoração da revelação são-paulina, de 20 anos, formado na base do time, em Cotia.

O jovem atacante oportunista, que já havia decidido o clássico contra o Corinthians, dia 30 de agosto, garantindo a vitória no Majestoso, perto dos instantes finais, não parou por aí.

Pouco tempo depois, aos 8’, Brenner da Silva, entrou na área driblando e chutou na trave, no rebote Luciano não perdoou, 2 a 1. É a terceira vez que o reforço recém-chegado do Grêmio balança as redes no Brasileirão, vestindo a camisa do São Paulo, em seis jogos.

Nos acréscimos do espetáculo, Vitor Bueno resolveu o enfrentamento, aos 46’, ele gingou para cima do zagueiro Nino e arrematou forte de longa distância, 3 a 1, concluindo os números do placar, que pôs o Fluminense no oitavo lugar do torneio, com 11 pontos.

Diniz comenta rendimento de Brenner

Em entrevista coletiva, Fernando Diniz exaltou o desempenho de Brenner: “Ele é um cara que tem o carisma do gol, está melhorando muito a parte tática, tem correspondido cada vez mais na noção da ajuda da marcação e na movimentação do ataque também”.

Questionado sobre a possibilidade de escalá-lo como titular na próxima partida, o treinador disse que “com ele, todo mundo têm chance de titularidade”.

Pode ser o momento do jovem goleador se destacar ainda mais no setor ofensivo são-paulino, porque Pablo ficará fora da equipe por um período de duas a três semanas.

Próximos compromissos

São Paulo e Red Bull Bragantino, quarta-feira (9), às 19h15 (horário de Brasília), no Morumbi.

Fluminense e Flamengo, quarta-feira (9), às 21h30 (horário de Brasília), no Maracanã.

Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página Fluminense
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!