A lua, o mais próximo e controverso astro a acompanhar a Terra, situada a aproximadamente 384.400 km, leva 27 dias para orbitar o nosso planeta. Além de ser considerado um satélite natural, ela é palco de uma antiga conspiração envolvendo supostas bases extraterrestres em seu subsolo.

Até que ponto isso pode ser levado a sério permanece em aberto. Contudo, frequentemente astrônomos amadores e amantes da ufologia observam estranhos objetos próximos a ela. Se são de origem extraplanetária ou fabricados pelo homem, ainda é um mistério.

Entretanto, novamente um objeto voador não identificado (ovni/UFO), de aparência oval e escura, foi flagrado voando perto do astro, em 2 de março.

Gravado a partir do município de Dearborn Heights, estado de Michigan (EUA), por um astrônomo amador, ele repercute no tradicional jornal britânico Daily Mail, desta terça-feira (13).

Conforme os membros do mais antigo grupo privado de investigações ufológicas do mundo, a Mutual UFO Network (MUFON), com base no país, a testemunha disse que, no dia do acontecimento, filmava a lua cheia, quando notou um disco escuro viajando para a região sul do satélite.

Apesar das expectativas a respeito do incomum objeto, Scott Brando, proprietário do site ufoofinterest.org, destinado a desqualificar avistamentos de ovnis, acredita na possibilidade de a estrutura ser fabricada pelo homem.

No entanto, nem mesmo ele, habituado a ridicularizar gravações de UFOs, foi capaz de depreciar o avistamento.

Brando apenas manteve o convencional ceticismo e partiu para o ‘achismo’.

“Vídeo tirado em 2 de março de 2018 de Darborn Heights, Michigan. Acho que é um objeto pequeno que cruza o disco lunar como um balão de Mylar”, escreve em seu perfil do Twitter. A seguir, veja o comentário e a gravação.

Até o momento, especialistas em imagens e demais autoridades permanecem em silêncio.

Não há consenso sobre o objeto em questão. A única certeza é que outros flagrantes de ovnis serão captados no decorrer do ano.

Todavia, se os aliens estiverem na lua, é provável que estejam se comunicando conosco pela internet. Afinal, em 2014 pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachussets (MIT) e da Agência Espacial Americana (NASA) mostraram ser possível levar conexão de internet da Terra à lua (Wi-Fi), com banda larga suficiente para fazer transferência de vídeo em alta definição.

Talvez você já tenha conversado com um ET pela web sem desconfiar disso. Duvida?

Siga a página Curiosidades
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!