Nesta terça-feira (21), a jovem ativista sueca, Grega Thunberg, pediu que líderes mundiais ouçam a juventude. Greta tem inspirado uma nova geração de ativistas a comparecer ao Fórum Econômico Mundial de 2020. O movimento tem ganhado notoriedade mundial e enfrentado críticas diariamente. Contudo, a ativista conseguiu discursar no Fórum e salientar a importância das análises científicas quanto ao futuro do planeta.

A jovem afirmou no primeiro dia da reunião anual que não pode reclamar por não ser ouvida (ironizou). Segundo Greta sua causa é a luta para a construção de um caminho sustentável para o futuro da humanidade, de modo que, a natureza não seja atingida como vem acontecendo através dos desmatamentos e das queimadas.

Para Greta, os líderes precisam ouvir mais os jovens e, em especial, a ciência.

No fórum realizado em Davos - Suíça, o Jovem a ser prestigiado foi o cientista Fionn Ferreira que desenvolveu um projeto de prevenção que tende a evitar que microplásticos cheguem aos oceanos afetando a vida marinha.

Na lista de ativistas que acompanharam Greta até Davos consta com a presença da canadense Autum Peltier que desde os 8 anos luta pela preservação da água e da sul-africana Ayakha Melithafa, de 17 anos.

Donald Trump critica a fala de Greta Thunberg

Nesta terça-feira (21), minutos depois da fala de Greta, o presidente dos Estados Unidos criticou o alerta feito pelo ativistas e os chamou de “catastrofistas” ao tratarem do tema sobre as consequências das mudanças climáticas que para ele não passam de previsões “apocalípticas”.

Trump ainda lembrou sobre outras previsões que encara como enganoso no que trataram, na época, sobre a superpopulação e o fim do petróleo. Para o presidente os ativistas são “herdeiros dos insensatos videntes do passado”.

De acordo com Trump as ações dos socialistas radicais visam destruir a economia do país.

Em declaração e contrariando o discurso de Greta ao falar que nada tem sido feito para combater o aquecimento global, o presidente dos EUA afirmou que já está providenciando um evento que visa o plantio de 1 trilhão de árvores, além de destacar o aumento da produção de carvão. Disse ainda que o gás e o petróleo estão tendo êxito e que não será mais preciso “importar energia de nações hostis”.

Segundo Donald Trump, seu Governo tem conquistado números abundantes na economia o que mostra que sua gestão tem surtido efeito positivo para a nação estadunidense.

Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!