Nesta quarta-feira (5), encerrou-se o processo de Impeachment que foi instaurado para o presidente Donald Trump. E ele foi inocentado por 52 votos a 48. Na segunda acusação, obstrução do Congresso, o presidente foi absolvido por 53 votos contra 47.

De acordo com que especialistas estavam prevendo, ele foi absolvido pelo Senado dos Estados Unidos. Para que Trump fosse afastado do cargo de Presidente da República, ele precisava de ao menos 67 votos, dos 100 senadores do Congresso americano. No entanto, 53 congressistas são republicanos. E nenhum dos seus colegas de partido demonstrou mudar de posição em relação ao processo.

A Câmara americana recebeu o processo em 16 de janeiro, entretanto, o impeachment do presidente foi aprovado em 18 de dezembro de 2019. O processo no senado iniciou em 21 de janeiro, e os senadores tiveram 24 horas, para apresentar as suas alegações de defesa ou de acusação.

São dois processos de impeachment na qual ele responde. O primeiro se trata de abuso de autoridade, no qual ele pediu para o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, investigar a família de Joe Biden, seu rival político, e possível candidato a presidente. O segundo processo trata-se de obstrução ao parlamento americano por impedir que pessoas que trabalharam em no seu governo prestassem depoimento, sendo induzidas a não entregar documentos durante a investigação.

Reeleição de Donald Trump

Diante da absolvição, o acirramento político deve continuar, e a candidatura à reeleição ganha um impulso, mesmo com primeiro mandato tumultuado. A aprovação do governo de Donald Trump nunca ultrapassou 50%, o melhor desempenho foi de 49%.

O presidente dos Estados Unidos acredita que pode conseguir a reeleição, e a ala conservadora do partido republicado sempre está presente em boa parte dos seus comícios, garantindo força para vitória.

Discurso de Trump

Durante o seu discurso feito na Câmara de Representantes, na terça-feira (4), o presidente Donald Trump, elogiou o seu próprio governo, abordou temas de campanha, e do sucesso econômico conquistado.

Ele continuou defendendo o muro de imigrantes, que impede a imigração feita pelo México, e a intenção de proibir o abordo, e acusou os democratas de tornar a saúde socialista.

No entanto, ele não falou sobre o ataque feito ao Irã, e o acordo de Paz que foi proposto para palestinos e israelenses.

Trump é o terceiro presidente com processo de impeachment

Donald Trump não é o primeiro presidente dos Estados Unidos que passa por um processo de impeachment.

A primeira tentativa de impeachment aconteceu em 1868, contra Andrew Johnson, ele tentou afastar seu Secretário da Guerra, Edwin M. Stanton, sem consentimento do Congresso. Ele foi absolvido por apenas um voto.

O segundo caso foi de Bill Clinton, em 1998, ele foi acusado por perjúrio e obstrução de justiça, por conta do relacionamento com a estagiária Monica Lewinsky. Assim como no julgamento de Trump, o processo de Clinton, foi aprovado pela Câmara e absolvido pelo Senado.

Nixon não chegou a passar pelo processo, pois ele renunciou o cargo antes de iniciar o julgamento. O impeachment foi pelo famoso caso de Watergate

Siga a página Lula
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!