Neste sábado (25) um casal do estado de Minnesota nos Estados Unidos foi flagrado usando máscaras de proteção contra o coronavírus, porém com inusitadas estampas com suásticas.

A atitude causou protestos por outros consumidores que estavam no local, ao perceber o símbolo que remete ao Partido Nazista Alemão. Os populares começaram a vaiar o casal que se defendeu afirmando que não eram nazistas.

Site de notícias TMZ

De acordo com informações publicadas no site de notícias TMZ, o casal, um homem de 59 anos e uma senhora, de 64, estavam usando a máscara como um alerta para as eleições presidenciais que ocorrem no mês de novembro nos Estados Unidos.

Com o atual presidente Donald Trump atrás do candidato Joe Biden nas pesquisas de intenção de voto, o ato realizado pelo casal seria uma forma de mostrar aos cidadãos americanos o que acontecerá se Biden derrotar Trump e virar o novo presidente dos Estados Unidos.

Durante o tumulto causado na loja pelo casal que foi xingado intensamente, a Polícia local foi acionada. Assim que os agentes chegaram ao supermercado e o casal recebeu um alerta de que poderia ser proibido de permanecer fazendo compras no local.

Declaração do Walmart

A rede de supermercados Walmart fez uma declaração pública sobre a situação, na qual deixou claro que esse tipo de atitude é inaceitável nas lojas.

Um pedido também foi realizado pelo supermercado. Durante a declaração, a Walmart solicitou aos clientes que sempre que entrarem na loja usem máscaras ou coberturas faciais para manter a segurança da equipe de funcionários e dos próprios consumidores.

Ainda sobre a suástica, declararam que nenhum tipo de assédio ou discriminação é tolerado pela empresa e que a rede se esforça ao máximo para proporcionar um ambiente de compras confortável e seguro para todos.

Ao mencionar a pandemia do novo coronavírus, a empresa lamentou o oportunismo de algumas pessoas que causam situações desconfortáveis e angustiantes para os associados e consumidores da loja.

Suástica

A suástica é um símbolo que foi usado por variadas culturas durante anos, até que Adolf Hitler se "apropriou" do símbolo e a colocou no centro da bandeira do Partido Nazista Alemão. Nos dias atuais, o símbolo ainda é usado por grupos extremistas, porém, sua imagem é diretamente associada à incitação ao ódio e à intolerância.

Diferentemente da maioria dos países, nos Estados Unidos a ideologia nazista, "discurso de ódio" e a existência de grupos de perfil neonazista é considerado ato legal amparado pela constituição com o direito de livre expressão.

No Brasil, a lei 7.716/89 determina pena de prisão de dois a cinco anos para qualquer um que fabrique, divulgue ou comercialize qualquer tipo de produto com a suástica e propague a ideologia nazista.

Siga a página Fofocas
Seguir
Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!