Uma situação inusitada e surpreendente aconteceu na Rússia: uma idosa de 81 anos realizou uma cirurgia no intestino e, sem reagir, teve a sua morte declarada em um hospital no distrito de Gorshechensky, porém, ela acordou quando já estava no necrotério.

O caso

Segundo informações divulgadas pelo jornal inglês The Independent, a paciente de 81 anos, Zinaida Kononova, precisou realizar uma cirurgia de desobstrução do intestino, porém, de acordo com a equipe médica, a idosa não respondeu ao procedimento e teve sua morte declarada oficialmente.

A notícia foi comunicada aos familiares da mulher e seu corpo foi encaminhado ao necrotério da instituição de Saúde como de costume.

Tudo aconteceu por volta da uma hora da madrugada do dia 14 de agosto.

'Ressurreição'

Encaminhada ao necrotério, Zinaida permaneceu lá por pelo menos 7 horas, até que uma funcionária da instituição foi ao local e acabou levando um grande susto ao perceber que a idosa tentou sair da cama usada para pessoas mortas e, ao cair no chão, ela havia supostamente "ressuscitado".

Um outro funcionário, que é motorista de uma das ambulâncias, também tomou um grande susto. Ele viu a enfermeira conversando com a idosa e, enquanto ela dizia para Zinaida deitar e se acalmar, ele achava que ela estava falando com um cadáver, no entanto, ele logo percebeu que a mulher estava viva e ajudou a enfermeira a socorrer a senhora.

UTI

Após socorrerem a idosa, ela precisou ser enrolada em diversos cobertores para se aquecer, devido às baixas temperaturas que são mantidas em necrotérios. Após os cuidados, a idosa foi encaminhada para a Unidade de Terapia Intensiva.

Com a idosa em segurança, o hospital informou à família de que Zinaida estava viva.

A primeira a ser informada foi a sobrinha Tatiana Kulikova.

Informações médicas

Após o caso inusitado, Alexander Vlasov, chefe da instituição, informou que a idosa passou por um processo de reanimação de 30 minutos e, apesar de todo o processo, ela não voltou a apresentar sinais vitais, caracterizando as tentativas como sem sucesso.

De acordo com o médico anestesista, o corpo é enviado ao necrotério após um período de duas horas, porém, no caso de Zinaida, o corpo foi enviado uma hora e vinte minutos após a realização do procedimento.

Processo

De acordo com as divulgações de sites e jornais russos, britânicos e da Croácia, a idosa Zinaida Kinonova acabou vindo a óbito, desta vez de verdade, cinco dias após o ocorrido.

A família de Zinaida pretende abrir um processo contra a instituição de saúde pelo diagnóstico errado de morte e uma investigação foi aberta pelas autoridades locais para investigar e esclarecer os fatos.

Siga a página Fofocas
Seguir
Siga a página Saúde
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!