O presidente da República, Jair Bolsonaro, telefonou diretamente para a embaixadora do Brasil na Organização das Nações Unidas (ONU), Maria Nazareth Farani Azevedo, foi o que apontou o blog de Jamil Chade, no UOL. O gesto do mandatário brasileiro é considerado raro nos meios diplomáticos, já que dificilmente um presidente da República liga diretamente para um embaixador, sem que seja intermediado pelo ministro das Relações Exteriores do país.

Publicidade
Publicidade

Entretanto, a situação é ainda mais rara, em se tratando de um presidente telefonar para um embaixador, ainda mais quando o mandatário não o conhece, como é o caso de Bolsonaro e a embaixadora. O presidente entrou em contato com Maria Nazareth para agradecê-la a respeito da atitude que ela teve em questionar o ex-deputado federal Jean Wyllys.

Gesto de embaixadora chama a atenção do presidente

O ex-deputado Jean Wyllys havia feito acusações ao governo do presidente Jair Bolsonaro e chegou a sugerir, conforme divulgado pelo portal de notícias UOL, de que o mandatário brasileiro tivesse envolvimento com o crime organizado no país e chegou a alertar a respeito de supostas violações dos direitos humanos, o que acabou não se concretizando.

Publicidade

Entretanto, quando um governo estrangeiro, uma organização não governamental ou até um ativista, faz ataques a outro país, é de praxe que um governo possa se defender desses mesmos ataques proferidos. Vale ressaltar que a embaixadora Maria Nazareth entrou na sala, após o discurso feito pelo ex-deputado federal Jean Wyllys.

Após ter lido um texto pré-preparado, antes de sair da sala, a embaixadora começou a gritar de modo contundente, que o ex-deputado Jean Wyllys "envergonha" o Brasil.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro

Porém, horas após o episódio, veio um telefonema do chefe de Estado brasileiro para agradecê-la pelo ato protagonizado. Alguns dias antes, o presidente Jair Bolsonaro já sinalizava que estaria descontente com embaixadores que não retratavam de forma positiva sua imagem no exterior.

No Palácio do Planalto, o gesto do presidente Jair Bolsonaro em ligar para a embaixadora brasileira na ONU tornou-se uma demonstração de que, a partir daquele momento, Maria Nazareth teria acesso direto ao presidente da República e o ato poderia ser considerado como um verdadeiro "endosso" a gestos que sejam considerados semelhantes em se tratando de ataques contra o presidente e o governo no exterior.

Algumas especulações foram levantadas em relação ao Itamaraty, em se tratando de possibilidades de que alguns nomes da chancelaria possam substituir o atual ministro das Relações Exteriores do Brasil, Ernesto Araújo.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo