Nas últimas semanas, o vice-presidente da República, Antonio Hamilton Martins Mourão, acabou se tornando alvo de críticas proferidas pelo escritor Olavo de Carvalho, guru intelectual dos bolsonaristas.

Por meio de seu perfil em redes sociais como o Facebook, o escritor, que mora na Virginia, no Estados Unidos, chamou o vice-presidente de"inimigo do presidente e de seus eleitores". As postagens de Olavo de Carvalho chegaram a apontar que o Mourão não estaria "bem da cabeça".

Publicidade
Publicidade

Mourão evita rebater críticas de Olavo de Carvalho

As críticas dirigidas a Mourão são provenientes de alguém que possui referência com o público que elegeu Bolsonaro. Apesar das duras críticas feitas pelo escritor, o vice-presidente tem evitado, na maioria das vezes, rebatê-las.

Entretanto, nesta quinta-feira (7), ao ser indagado pelo jornal O Globo" se ele se sentia incomodado com as declarações de Olavo de Carvalho, Mourão apenas sorriu e disse em tom irônico: "beijinhos, pô".

Mourão ironiza críticas de Olavo de Carvalho - (Foto Antonio Cruz/Agência Brasil)
Mourão ironiza críticas de Olavo de Carvalho - (Foto Antonio Cruz/Agência Brasil)

Desde que assumiu a Presidência de modo interino pela primeira vez, no final de jnaieiro, Mourão acabou angariando grande visibilidade e até mesmo um certo protagonismo dentro do Governo. Por um lado, o presidente pouco fala com a imprensa e, muitas vezes, não emite opiniões sobre alguns assuntos que estejam nas pautas do dia. Mourão, por sua vez, fala sobre diversos temas, o que acaba dividindo opiniões e gerando críticas nas redes sociais.

Vale ressaltar, no entanto, que em uma das postagens de Olavo de Carvalho a respeito de Mourão, o mesmo acaba dizendo que o maior erro de sua vida teria sido o apoio dado ao vice-presidente brasileiro.

Publicidade

Olavo ressaltou em seu Facebook que não se cansará de pedir desculpas por ter feito essa "burrada".

Em outras publicações, Olavo de Carvalho se refere aos comentários feitos por Mourão como "a ética mourânica". Um dos seguidores do escritor chegou a indagá-lo se a ética mourânica seria uma "ética comunista". O professor, respondeu, contudo, que seria uma ética de "maluco".

Leia tudo e assista ao vídeo