Na noite desta quarta-feira (27), a apresentadora Ana Hickmann postou uma foto nas redes sociais na qual aparece junto com seu marido, Alexandre Correa, e o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro. Na legenda, ela escreveu que teve a honra de poder conhecer o presidente.

O apoio de Hickmann para Jair Bolsonaro causou diversos comentários de fãs e seguidores da apresentadora. Alguns deles criticaram a aproximação da apresentadora com o capitão da reserva. Um dos internautas citou que "quanto maior o privilégio, maior a burrice". Outro, com ar de ironia, disse que ainda bem que Hickmann citou "meu presidente", pois, segundo o internauta, Bolsonaro não é o presidente que o representa.

No entanto, alguns comentários foram a favor da foto. Uma das seguidoras da famosa disse que é top ver uma foto com os três juntos. Outro internauta disse que admira Bolsonaro e que ele é um orgulho para toda a família.

Diante de tantas confusões e comentários, Ana Hickmann decidiu postar um desabafo. De acordo com ela, as pessoas possuem livre arbítrio para escolher o que achar melhor. Ela também disse que não consegue entender por que as pessoas acham que todos têm que ter a mesma opinião. Segundo ela, muitos falam em democracia, mas sempre têm aqueles que se negam a aceitá-la.

Hickmann terminou seu desabafo dizendo que não possui partido: "eu não tenho partido, eu tenho o Brasil. Meu país, minha casa".

Honra

Em sua postagem, Hickmann falou da honra que foi conhecer o presidente da República.

Mais de 180 mil fãs curtiram a foto. A apresentadora também se encontrou com Yossi Shelley, embaixador de Israel.

Manifestações

A família Hickmann já causou polêmicas no ano passado ao se manifestar sobre política nas redes sociais. Em dezembro, o marido de Ana enviou um recado para as deputadas do PT Gleisi Hoffmann e Maria do Rosário. Na publicação, ele pediu para alertarem as deputadas que se sobrevoassem Brasília no dia da posse de Bolsonaro, elas poderiam ser abatidas.

Junto com a mensagem, Alexandre Correa citou duas notícias: uma delas foi o decreto assinado pelo ex-presidente Michel Temer sobre o abate de aeronaves não autorizadas que estiverem sobrevoando o evento da posse de Bolsonaro, como uma medida de segurança para todos. A outra notícia foi sobre o boicote do PT à cerimônia de posse.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!