No último sábado (18), o ex-ministro Luiz Carlos Bresser-Pereira usou suas redes sociais para contar detalhes sobre a visita que fez ao ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva. Bresser esteve na Superintendência da Polícia Federal, na última quinta-feira (16), em Curitiba (PR), onde Lula está preso desde o mês de abril do ano passado. O ex-ministro contou que a única preocupação do ex-presidente no momento é provar sua inocência. Além disso, Bresser falou sobre os projetos de Lula para o futuro, inclusive o de se casar.

Publicidade
Publicidade

Projetos ao sair da prisão

Segundo a revista Veja, Bresser revelou em suas redes sociais que Lula está apaixonado e que a primeira coisa que pensa em fazer ao deixar a prisão é se casar. Lula foi casado com a ex-primeira-dama Marisa Letícia, que faleceu em fevereiro de 2017, aos 66 anos. Segundo informações da revista Época, a namorada de Lula se chama Rosângela da Silva. Ela é socióloga e tem 40 anos, portanto, é algumas décadas mais jovem que o ex-presidente, que tem 73 anos.

Publicidade

A revista apurou ainda que a namorada de Lula seria de São Paulo e que ambos já se conheciam antes do petista ser preso.

Bresser, que é economista e cientista político, ainda falou que Lula está em ótima forma física e psíquica e que sua maior preocupação seria com a defesa da soberania brasileira. O ex-presidente também teria uma grande projeto, que seria negociar um acordo nacional para a defesa dos trabalhadores e empresas. O ex-ministro disse ter sido uma honra receber o convite de Lula para visitá-lo e que ambos também discutiram acerca da crise atual no cenário brasileiro.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lula Governo

Bresser afirmou que já estaria mais do que na hora dos brasileiros verem Lula em liberdade e que o STF deveria reconhecer que o ex-presidente foi vítima de uma estratégia política.

Atual situação de Lula

De acordo com a revista Veja, a defesa do petista entrou com pedido junto ao STF para que Lula cumpra o restante da pena imposta no caso do tríplex, em regime aberto. Destarte, o ex-presidente poderia cumprir a condenação em seu domicílio. O pedido foi protocolado na noite de sexta-feira (10).

A defesa anseia que alguns pontos da última decisão do STJ sejam revistos.

O regime aberto se configura quando o apenado pode sair às ruas durante o dia, mas precisa retornar à sua residência no período da noite. Já o regime semiaberto, é aquele em que o preso pode sair durante o dia, mas deve voltar à prisão durante a noite. Após cumprir pelo menos um sexto da pena em regime fechado, o preso pode ganhar o benefício de cumprir a pena em regime semiaberto.

Publicidade

Caso o STJ decida diminuir a pena de Lula, o mesmo poderá ir para o regime semiaberto em setembro deste ano.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo