As investigações a respeito da morte do Pastor Anderson do Carmo, 42 anos, ocorrida no domingo (16), continuam trazendo cada dia mais novidades sobre o caso. A deputada federal Flordelis (PSD-RJ), 58, será ouvida novamente pela Polícia. Sobre ela também recai a suspeita de envolvimento na morte do marido.

Durante essa semana muitas testemunhas foram ouvidas e a polícia chegou à conclusão de que não houve um latrocínio, roubo seguido de morte, mas sim que Anderson foi morto em sua casa por questões familiares.

Publicidade
Publicidade

Agora os investigadores querem saber se tiveram outras motivações, além dessas questões familiares e qual a natureza da desavença. Para isso todas as pessoas que moravam na residência são investigadas.

Segundo a delegada Bárbara Lomba ninguém que estava próximo à cena do crime será descartado da investigação e isso inclui a deputada Flordelis. Para a delegada, a morte do pastor está relacionada com as pessoas do seu convívio familiar.

Publicidade

Filho de Flordelis acusa a mãe e irmãs no crime

Um filho da deputada, que não teve seu nome revelado, prestou depoimento na quinta-feira (20) e disse que desconfia que sua mãe e três irmãs suas estariam envolvidas na morte de Anderson. O rapaz disse que a mãe já teria dito que "o dia do pai estava chegando". Além disso, ele afirmou que Flordelis e mais três filhas colocavam remédios na comida do pastor, o que vinha causando problemas de saúde no mesmo.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Polícia

Ainda segundo o depoimento dessa testemunha, uma dessas filhas teria oferecido R$ 10 mil para que o irmão, Lucas, de 18 anos, tirasse a vida do pai da família. Lucas está preso por envolvimento no tráfico de drogas e seu irmão Flávio, 38 anos, por violência doméstica. Flávio confessou à polícia que atirou no pai no dia do crime seis vezes e que a arma usada foi comprada pelo irmão Lucas. A arma foi encontrada pela polícia em seu quarto, em cima de um armário.

Imagens de câmera de segurança

Foram divulgadas imagens das câmeras de segurança que mostram a movimentação na frente da casa da família na madrugada em que ocorreu a morte do pastor. Pelo cronograma exposto, as imagens mostram Flávio chegando em casa às 02:52 da madrugada, às 03:08 o jovem Lucas chega em casa, mas sai às 03:15 em um carro de aplicativo e vai para um bar.

Flordelis e o marido chegam em um carro preto às 03:25, sendo assassinado pouco depois.

Publicidade

As imagens mostram o filho Flávio saindo correndo de casa às 03:40, ele diz que foi a um posto da polícia pedir ajuda para socorrer o pai. Ele volta para casa às 03:53, mas sem a companhia dos policiais.

O motorista do aplicativo já foi ouvido e confirmou ter transportado Lucas na madrugada do crime, por isso, os investigadores acreditam que sua participação no crime foi comprando a arma.

Flordelis confirmou neste sábado (22), que prestará novo depoimento na segunda-feira.

Publicidade

Segundo sua assessoria, ela será ouvida como testemunha na morte do marido.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo