Depois de uma semana polêmica sobre a possível indicação do Deputado Eduardo Bolsonaro a assumir a embaixada, ele se reuniu com o pai, o Presidente Jair Bolsonaro, na residência oficial do Presidente, no Palácio da Alvorada.

Eduardo Bolsonaro, anteriormente já havia falado que tinha planos de conversar com o pai neste final de semana acerca da indicação do seu nome para novo embaixador do Brasil nos Estados Unidos.

Publicidade
Publicidade

Ele entrou e saiu de carro juntamente com sua esposa sem dar entrevista à imprensa.

Apesar de dividir opiniões, Eduardo declarou através de uma de suas redes sociais, ele era apenas mais um deputado que atuava no congresso, em meio aos 513 deputados. Ele disse ainda que atuando no exterior como diplomata, seria o Brasil nos Estados Unidos, e garantiu que não iria a passeio e sim para trabalhar e representar o país.

Publicidade

Janaína Paschoal se manifesta após indicação

A possível indicação do nome de Eduardo Bolsonaro à embaixada, tem sofrido diversas resistências, como foi o caso da Deputada Janaína Paschoal, que defendeu que o Deputado Eduardo Bolsonaro recusasse o convite. Janaína, em sua rede social, fez algumas declarações sobre o assunto. Veja a seguir suas declarações:

Para Janaína Paschoal, em respeito aos milhões de eleitores que colocaram Eduardo no congresso, ele precisa recusar o convite e trabalhar a favor de seus eleitores, pois, seria mais útil no congresso do que em outro país.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro Governo

Entenda melhor o caso

Na última quinta-feira (11), Bolsonaro anunciou sua decisão em indicar o filho Eduardo Bolsonaro como embaixador do Brasil nos Estados Unidos. Em entrevista, o presidente ainda reiterou: "Da minha parte, eu decidi agora, mas não é fácil uma decisão como essa estando no lugar dele e renunciando ao mandato", disse o Presidente em uma entrevista aos jornalistas.

O Presidente afirmou que Eduardo tem o inglês fluente e uma boa convivência com a família do então Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Nesta última sexta-feira (12), Eduardo Bolsonaro afirmou o recebimento de apoio do chanceler Ernesto Araújo para aceitar o convite e assumir e embaixada do Brasil em Washington logo após se reunir com o Ministro de Relações Exteriores.

De acordo com Eduardo Bolsonaro, respondendo sobre suas qualificações a ponto de assumir um dos cargos mais importantes da diplomacia brasileira, o deputado soltou uma frase que gerou bastante polêmica simplificando o fato de ter feito intercâmbio e que "Fritou hambúrguer no frio do Maine".

Publicidade

Na saída do Palácio do Itamaraty, Eduardo Bolsonaro declarou: "É difícil falar de si próprio. Eu não sou o filho do presidente que está do nada vindo a ser alçado a essa condição. Existe um trabalho sendo feito, sou presidente da comissão de relações exteriores , tenho uma vivência pelo mundo".

Eduardo também afirmou que sua ida aos Estados Unidos colocaria o país em outro patamar por se tratar de um embaixador filho do Presidente da República.

Publicidade

Eduardo descartou que a nomeação enquadra-se no critério de nepotismo.

De acordo com o mesmo, essa indicação ainda é uma possibilidade, podendo dar a resposta até domingo (14) após se reunir com o pai para definir a decisão.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo