Internautas e especialistas em politica, vem acompanhando a crise que se abate dentro do partido PSL com o presidente Jair Bolsonaro (PSL). A questão começou a agravar depois que Bolsonaro disse para um apoiador no começo desse mês de outubro, que Luciano Bivar estava “queimado”. Dessa vez, foi a vez da parlamentar Joice Hasselmann (PSL-SP) perder o posto de liderança do Governo, que soube da destituição do cargo pela imprensa.

Joice disse no seu Twitter, que tinha se livrado de um grande peso em suas costas. No seu lugar, foi colocado o parlamentar Eduardo Gomes (MDB) do Tocantins. Segundo Joice, ela segue feliz e muito leve, porque tinha livrado um grande peso: "Estou feliz e leve pq me livrei de um grande peso", escreveu Joice. Segundo a deputada, ela recebeu cerca de 150 ligações e mensagens entre parlamentares e também, senadores, lhe apoiando nesse momento.

E finalizou seu post do Twitter dizendo, que ter uma liderança ou se tem ou não se tem, isso é muito simples. A fala seria uma resposta ao site O Antagonista, que escreveu que Joice estaria com um sentimento inconsolável por ter sido tirada do cargo de liderança.

Em uma entrevista ao jornal Estado de São Paulo, Joice disse que Bolsonaro usou seu cargo para interferir dentro do Parlamento e assim, pressionar os parlamentares a assinar uma lista que estava circulando.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Governo A Fazenda

Essa lista era para tirar a liderança do PSL do Delegado Waldir, de Goiás, e colocar no lugar, o próprio filho Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) em seu lugar.

Segundo a parlamentar, ela foi alvo de uma retaliação por ter apoiado o atual líder a ficar na liderança e, permaneceu no cargo, graças a várias articulações do presidente nacional da legenda, Luciano Bivar, que se tornou um desafeto do presidente.

Segundo Joice, Bolsonaro não tem a gratidão como uma qualidade em sua pessoa. Hasselmann afirmou ter carregado muitas situações em suas costas e apagou vários “incêndios” na semana anterior. Joice disse ainda que já teria comunicado ao partido sua vontade de sair da liderança, antes de ser tirada.

Em uma outra entrevista, a deputada acusa Bolsonaro de ter uma inteligência emocional "- 20". Joice vem recebendo várias críticas da ala de apoiadores do presidente nas redes sociais, e afirma, que muitos perfis são pagos para isso.

Substituição já saiu no Diário Oficial da União

Segundo o site da UOL, o governo formalizou no seu Diário Oficial da União o senador Eduardo Gomes (MDB), como líder do governo no Parlamento. O presidente Bolsonaro mandou o nome para o Legislativo através de mensagem e foi publicada em uma edição extra do diário na parte da tarde da última quinta-feira (17). Eduardo Gomes já assumiu o posto no lugar da parlamentar Joice Hasselmann.

A troca do posto de líder já havia sido confirmada pelo porta-voz do governo Bolsonaro, o general da reserva Otávio do Rêgo Barros. Ele disse, que sendo uma prerrogativa do presidente fazer a escolha dos lideres do seu governo como representação no Parlamento, seria emitida uma mensagem ao Congresso com a informação que a deputada Joice Hasselmann não seria mais líder do governo e sim, o senador Eduardo Gomes.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo