O cantor Marcelo D2 terá que responder na justiça por uma frase que postou em seu perfil no Twitter, depois que o deputado estadual Márcio Gualberto resolveu denunciá-lo à Polícia. O político registrou um boletim de ocorrência contra o cantor, alegando que o mesmo estaria praticando uma incitação ao crime.

A ocorrência contra Marcelo D2 foi protocolada na 34ª Delegacia de Polícia de Bangu, na segunda-feira, 20 de janeiro, e teve como causa, um twitter de Marcelo onde ele defendia que fosse feita uma tatuagem da suástica na testa das pessoas que se identificam como defensoras da 'direita liberal'.

Vale lembrar que a suástica, símbolo que teria sido citado por Marcelo D2, é a principal imagem usada pelos nazistas.

Marcelo D2 usou o seu perfil na rede social na sexta-feira, 17 de janeiro, às 19:54 horas, para ir contra as pessoas que se diziam da direita liberal, e usou um palavrão para se relacionar a essas pessoas. Em seguida ele escreveu: "Tinha que fazer uma suástica na testa de cada um desses". Momentos depois, o cantor comentou o post que fez e completou dizendo que a marca deveria ser feita nas pessoas direita liberal, usando-se uma faca.

Segundo o deputado do PSOL, ele declarou como irresponsável e muito grave a atitude do cantor Marcelo D2 e perguntou qual será a próxima atitude dele, se seria mandar que os seus fãs e seguidores fizessem uso de uma faca para desenhar uma foice ou um martelo na testa de pessoas que não são da esquerda como ele.

O deputado destacou no boletim de ocorrência o fato do cantor Marcelo D2 ter mais de um milhão de seguidores em suas redes sociais e ser considerado por muitas pessoas como um ídolo ou mesmo mentor e disse, que por isso mesmo, uma postagem como a realizada pelo cantor pode tomar uma dimensão extrema e elevada.

Somente a postagem realizada pelo cantor sobre a suástica, teve mais de 1200 compartilhamentos e mais de 11 mil curtidas.

O artista deverá ser chamado para depor e assim esclarecer á polícia sobre a publicação realizada por ele na rede social, pois segundo o artigo 286 do Código Penal Brasileiro, uma pessoa que incita publicamente uma prática de crime, pode ser condenada com pena, que pode ir de 3 a seis meses de detenção, ou multa.

Marcelo D2 e postagens no Twitter

O cantor de rapper, Marcelo D2, tem usado seu perfil no Twitter para fazer diversas postagens contra o governo Bolsonaro e também sobre o convite feito à atriz Regina Duarte para assumir a Secretaria Nacional de Cultura, depois que Roberto Alvim foi demitido por usar um termo nazista em um discurso.

Marcelo D2 apagou de seu perfil a postagem que gerou uma ocorrência contra ele na polícia, mas fez um outro post comentando a situação. Ele escreveu ao postar uma charge: "Vi aqui que os nazistas ficaram puto que falei q tinha q fazer uma suastica na testa de vcs ...

Sem paciência pra nazi-milico-evangélico".

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!