Na última terça-feira (24), o presidente Jair Bolsonaro fez um discurso em rede nacional, que logo em seguida, despertou muitas críticas por parte da população de políticos não só no Brasil, mas também em todo o mundo, com afirmações que vão de encontro até mesmo com as instruções da OMS (Organização Mundial da Saúde), que tem no confinamento uma das medidas de contenção do coronavírus. Bolsonaro sugere o fim do confinamento e a "volta à normalidade".

Ainda na oportunidade, Bolsonaro atacou os governadores e acusou a mídia de fazer "histeria" com a doença, levando terror à população.

Em meios de comunicação e redes sociais, o presidente foi duramente atacado pela população, que demostrou revolta com o discurso. Em contrapartida, defensores do presidente demostraram apoio e concordaram com a fala dele.

Reação de políticos e autoridades ao discurso do Bolsonaro

Muitos políticos e também autoridades se manisfestaram ao pronunciamento do Bolsonaro, entre eles o presidente do Senado, Davi Alcolumbre. Ele classificou como graves as afirmações do Bolsonaro feitas em cadeia nacional e ainda acrescentou que, em um momento difícil que o país está enfrentando, é preciso ter uma liderança séria.

Outro político que também se pronunciou foi o presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

''Desde o início dessa crise venho pedindo sensatez, equilíbrio e união. O pronunciamento do Bolsonaro foi equivocado ao atacar a imprensa, os governadores e especialistas em saúde pública", disse.

O presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, disse que "entre a ignorância e a ciência, não hesite".

Ele ainda acrescentou: "não quebre a quarentena por conta deste que será o reconhecido como um dos discursos mais desonestos da história".

E as críticas não pararam por aí. O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes também se manifestou contra o discurso de Bolsonaro. "A experiência internacional e as orientações da OMS na luta contra o vírus devem ser rigorosamente seguidas por nós", disse.

Com muita repercussão, o discurso de Bolsonaro ainda provocou reações de outros políticos e autoridades, que também se manisfestaram de forma negativa. Um personagem importante do meio político que também criticou o discurso de Bolsonaro foi o deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP).

"O Brasil precisa se unir e pedir a saída do Bolsonaro", afirmou o Deputado federal, Alexandre Frota.

Não perca a nossa página no Facebook!