Os trabalhadores informais que não estão no Cadastro Único (CadÚnico) poderão receber o auxílio emergencial contra a pandemia do novo coronavírus nesta terça-feira (14).

Para que isso possa ocorrer, a pessoa deverá ter realizado o cadastro no aplicativo ou site da Caixa Econômica Federal que foi disponibilizado pelo Governo.

Nesta terça-feira (14), também poderá receber o benefício aqueles que estão inseridos na CadÚnico, mas que, no entanto, não possuem conta na Caixa Econômica Federal ou então não são clientes do Banco do Brasil.

Aqueles que tem conta um dos bancos citados acima puderam receber o auxílio emergencial nesta quinta-feira (09).

A segunda parcela do benefício poderá ser recebida ainda no fim do mês de abril, entre os dias 27 e 30. A terceira parcela será paga em maio, entre os dias 26 e 29.

Quem tem direito ao benefício?

Poderão sacar o benefício cedido pelo governo a parte dos cidadãos que exercem a profissão de microempreendedores individuais (MEI), trabalhadores autônomos e informais que não recebem nenhum tipo de auxílio do governo e também os contribuintes individuais do INSS.

Para que a quantia de R$ 600 possa ser entregue, é necessário preencher alguns requisitos como, por exemplo, a família ter uma renda por pessoa no total de até três salários mínimos (R$ 3.135) ou até meio salário mínimo por pessoa (R$ 522,50), ter mais de 18 anos de idade e também não ter rendimentos tributáveis acima da quantia de R$ 28.559,70 no ano de 2018.

Aqueles que possuem o benefício do Bolsa Família ou estão com o Cadastro Único irão receber o valor de R$ 600 de forma automática, não sendo necessário que se cadastrem.

Quantas pessoas podem ser beneficiadas por família?

Em uma família poderão receber o benefício no máximo duas pessoas. No entanto, as mães que cuidam da família sozinhas poderão ter o benefício dobrado, recebendo a quantia de R$ 1,2 mil.

Onde posso receber o benefício?

O auxílio emergencial será depositado nas contas dos cidadãos. Além disso, estes poderão receber o dinheiro nas agências da Caixa Econômica Federal, bem como em lotéricas e terminais de atendimento eletrônico.

Auxílio emergencial e o pagamento a mulheres

Aquelas mães solteiras que exercem a responsabilidade de sustentar suas famílias poderão receber o auxílio emergencial do governo federal nesta segunda-feira (13).

Ao invés de R$ 600, que será o valor pago para os microempreendedores individuais, trabalhadores informais e autônomos, o banco da Caixa Econômica Federal irá pagar o valor de R$ 1.200, dobrando a quantia. Para poder receber o auxílio emergencial, a mãe de família deverá estar cadastrada, ser chefe de família e pelo menos um de seus filhos deve ser menor de 18 anos.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!