A deputada Gleisi Hoffmann, atual presidente do Partido dos Trabalhadores, decidiu seguir as outras lideranças políticas brasileiras e fez comentários sobre o discurso do presidente da República, Jair Bolsonaro, feito ainda no último domingo (19), durante um evento que contou com a presença dos seus apoiadores.

Durante um discurso, o presidente afirmou que não está interessado em nenhum tipo de negociação.

A fala em questão repercutiu e fez com que Rodrigo Maia, o presidente da Câmara dos Deputados, emitisse uma nota de repúdio às falas do presidente. Entretanto, o nome de Bolsonaro não foi citado na nota em questão.

É válido ressaltar que, durante uma transmissão ao vivo realizada no Instagram, Gleisi Hoffmann, juntamente com Zeca Dirceu, chegou a afirmar que esperava que o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal (STF) tomassem uma posição mais firme diante das declarações de Jair Bolsonaro durante o evento em questão.

Ainda durante essa ocasião, Hoffmann fez críticas ao presidente da República e afirmou que Bolsonaro “aposta no caos” para que a intervenção dos militares se justifique no Brasil. De acordo com ela, as falas do presidente a deixaram estarrecida porque apontam para o fato de que ele deseja uma ditadura no país, fato considerado irresponsável pela presidente do PT.

Também ao comentar sobre o fato em questão, Gleise chegou a fazer críticas à forma como o Poder Executivo está combatendo os efeitos econômicos gerados pela pandemia do novo coronavírus no Brasil.

De acordo com Hoffmann, o Governo federal precisa pensar em algum tipo de punição aos bancos que, de acordo com ela, estão “empoçado o crédito” e impedindo que os estímulos cheguem a empresas e também aos cidadãos.

Maia critica postura de Bolsonaro

Através de uma nota, Rodrigo Maia chegou a falar a respeito das afirmações de Jair Bolsonaro a respeito de uma intervenção militar no Brasil.

Na ocasião citada, o presidente da Câmara dos Deputados se colocou contra a postura do presidente da República e afirmou que a única forma de vencer a crise que se instaurou no Brasil devido à pandemia é por vias democráticas.

Ainda durante a sua fala, Rodrigo Maia destacou a importância de continuar oferecendo assistência para que as pessoas mais pobres consigam passar pelo período da quarentena.

O presidente da Câmara ainda ressaltou a importância de ampliar o atendimento para as pessoas que já estão doentes em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e também de continuar pensando medidas para assegurar que a população do Brasil tenha os seus empregos garantidos após a crise.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!