O atual presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), realizou uma entrevista na manhã desta segunda-feira (20) após ele ter participado de um movimento realizado por apoiadores do atual Governo. Na saída do Palácio da Alvorada, o parlamentar se reuniu com alguns jornalistas para argumentar sobre os problemas envolvendo a pandemia do novo coronavírus e também outros demais problemas envolvendo o Brasil.

“Sem essa conversa de fechar. Aqui não tem que fechar nada, dá licença aí. Aqui é democracia, aqui é respeito à Constituição brasileira.

E aqui é minha casa, é a tua casa. Então, peço por favor que não se fale isso aqui. Supremo aberto, transparente. Congresso aberto, transparente”, afirmou Bolsonaro. Os jornalistas continuaram a pedir explicações ao atual presidente após ele participar de um movimento no último domingo, mas Bolsonaro não respondeu mais dúvidas relacionadas a isso.

O chefe do Executivo foi bastante questionado após se envolver em uma manifestação onde muitos apoiadores pediam o fechamento do Congresso Nacional e que o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, deixasse o cargo nesse período de pandemia do novo coronavírus.

Bolsonaro e novos problemas envolvendo coronavírus

O presidente está tendo muitos problemas para combater com a pandemia do novo coronavírus no Brasil.

No último domingo (19), ele esteve presente com alguns apoiadores do seu atual governo em uma manifestação pacífica. O parlamentar estava escoltado de alguns militares e se pronunciou em cima de um carro branco para as pessoas que ali estavam.

Tossindo bastante, Bolsonaro explicou quais caminhos o Brasil deveria tomar nesse período de proliferação do novo coronavírus.

Para o chefe do executivo, parte das atividades profissionais deveriam ser mantidas no país, tendo em vista que não se tem previsão de quanto tempo a pandemia irá se instalar no solo brasileiro. Bolsoanaro entende que a doença é um problema, mas ele informa que existem outros problemas maiores para se preocupar.

Bolsonaro, durante o pronunciamento no último domingo, informou que a economia do Brasil está em risco, pois muitas atividades profissionais não estão sendo mais exercidas.

Bolsonaro fez um discurso pedindo a colaboração dos brasileiros que não estão no grupo de risco para ir as ruas e voltarem a trabalhar.

Carreatas no final de semana

Mesmo com recomendações do Ministério da Saúde, muitos brasileiros descumpriram as medidas de quarentena e foram às ruas prestigiar o atual presidente. Em Niterói, Região Metropolitana do Rio de Janeiro, uma carreata foi registrada nas ruas da cidade. O movimento era a favor das decisões de Jair Bolsonaro.

Muitas pessoas vestiam camisas amarelas, brancas e azuis, que eram representando as cores da bandeira nacional. O movimento também foi registrado em outras partes do país.

Coronavírus

De acordo com informações do Ministério da Saúde, cerca de 2.462 foram mortas e pouco mais de 38.654 casos foram confirmados no país.

Pelo fato de ainda não haver medicamentos para coibir o contágio do novo coronavírus, agentes da saúde continuam ressaltando a importância da população brasileira em respeitas as medidas de quarentena.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!