Mais um membro do governo de Jair Bolsonaro contraiu o coronavírus e precisou se afastar de seu cargo. O acometido desta vez foi o porta-voz do presidente, Otávio do Rêgo Barros, de 59 anos.

Segundo informações do gabinete da presidência, Rêgo Barros precisou se afastar de suas funções e está cumprindo isolamento social em casa.

Comitiva de Bolsonaro tem 23 infectados

Após viagem do presidente aos Estados Unidos em março, 23 membros de sua comitiva contraíram a doença. Fábio Wajngarten (Secretaria Especial de Comunicação Social do Governo Federal), Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República) e Bento Albuquerque (Ministério de Minas e Energia), são alguns dos acometidos pelo coronavírus.

Depois da viagem, Jair Bolsonaro fez dois testes e informou que embora boa parte de sua equipe tenha contraído a doença, ele não foi infectado.

Justiça determina que Bolsonaro apresente exames

Com base na Lei de Acesso à Informação, o jornal Estadão entrou na Justiça com um pedido para que o presidente da República apresente os laudos dos exames que supostamente comprovam que ele não contraiu o coronavírus.

Segundo o Estadão, é direito da população o acesso à informação de interesse público. E a negativa por parte do presidente reflete "censura à plena liberdade de informação jornalística".

Bolsonaro fica sujeito a impeachment se não mostrar exames, diz ministro do STF

Em recente entrevista a GloboNews, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso informou que caso a suprema corte do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3) defira o pedido para que Jair Bolsonaro mostre o resultado dos exames, ele poder ser considerado culpado pelos "crimes comum de desobediência e de responsabilidade, passível de impeachment".

Segundo Barroso, caso se tratasse um cidadão comum, a privacidade do mesmo deveria prevalecer perante a Justiça, mas como se trata de um presidente da República, um servidor público, é preciso ponderar um menor grau de privacidade que ele desfruta.

No último sábado, a desembargadora Monica Nobre atendeu recurso da Advocacia-Geral da União (AGU) e determinou um prazo de cinco dias para a análise do caso, e para que ocorra uma decisão sobre a entrega ou não dos laudos.

Bolsonaro declara que pode ter contraído o coronavírus

Em visita à cidade de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, Jair Bolsonaro concedeu uma entrevista a rádio Guaíba na última quinta-feira (30) e informou que pode sim ter contraído o coronavírus.

"Eu talvez já tenha pegado esse vírus no passado, talvez, talvez, e nem senti", declarou o presidente à rádio.

O presidente informou ainda que todos de sua casa testaram negativo para a doença, mas não descartou a possibilidade de ter sido infectado no passado.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!