Por meio de sua página no Facebook, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou na quarta-feira (10) que irá recriar o Ministério das Comunicações e nomeará o deputado federal Fábio Faria (PSD-RN) como titular da pasta. Faria é marido da apresentadora Patrícia Abravanel, filha do dono do SBT, o apresentador Silvio Santos. O decreto já foi publicado no Diário Oficial da União.

O líder do poder Executivo declarou que irá publicar uma Media Provisória (MP) que irá desmembrar o atual Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, que atualmente é comandado por Marcos Pontes. Em sua conta no Twitter, o astronauta brasileiro desejou sucesso a Fábio Faria e ainda declarou que o parlamentar terá seu apoio para organizar o novo ministério.

O Governo federal divulgou uma nota na qual afirmou que não ocorreu nenhum aumento de despesa para recriar o ministério, explicando que somente foram utilizados cargos das estruturas já existentes. A nota esclarece que foi extinta a Secretaria Especial de Comunicação Social, que antes fazia parte da Secretaria de Governo da Presidência da República, e que suas competências serão incorporadas ao novo ministério.

Fábio Faria

O genro de Silvio Santos ocupa o cargo de deputado federal desde 2007. Além de integrar os quadros do PSD desde 2011, o partido faz parte do que ficou conhecido como Centrão no Congresso Nacional. Mas um dos líderes do partido, Gilberto Kassab, ex-prefeito de São Paulo e ex-ministro, não concorda com este rótulo.

O Ministério das Comunicações existiu até 2016, último ano da presidente Dilma Rousseff no poder, antes de ter sido afastada pelo Senado depois que a Câmara aprovou a abertura do pedido de impeachment, que posteriormente levou à cassação de seu mandato.

Muitos ministérios

Os governos do PT foram muito criticados pelo número de ministérios.

Em 2015, havia 39 ministérios. O então presidente interino Michel Temer foi quem extinguiu o Ministério das Comunicações, que foi criado ainda no período da ditadura militar pelo presidente Humberto de Alencar Castello Branco no ano de 1967. Desde 2016 as funções da pasta passaram a ser do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

Ainda na campanha para a Presidência da República, Jair Bolsonaro afirmava que iria cortar ministérios. Em 2019, ele assumiu o governo com 22 pastas, mas sua promessa de campanha era que teria 15 ministérios e que o número não passaria de 20. Fontes do PSD dizem que Fábio Faria tem relação próxima com o presidente Bolsonaro. Nas últimas semanas, o parlamentar estaria monitorando para Bolsonaro através das redes sociais quem era fiel ou não à ideologia bolsonarista.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Governo
Seguir
Siga a página Santos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!