O hábito de realizar manifestações aos domingos acabou virando uma rotina entre apoiadores do Governo de Jair Bolsonaro. Neste domingo (19) não foi diferente e teve manifestação a favor do governo na capital Brasília.

Na manhã deste domingo a marcha de apoio ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi realizada com início na Esplanada dos Ministérios, seguindo para o Congresso Nacional.

O presidente Jair Bolsonaro, que foi eleito pelo Partido Social Liberal (PSL), tenta criar um novo partido desde que deixou a sigla O projeto da extrema-direita é criar o partido Aliança pelo Brasil, que contou com a participação de apoiadores no ato desde domingo, que coletaram assinaturas para auxiliar o processo de fundação.

Aliança pelo Brasil

Bolsonaro tentou criar o partido visando as eleições deste ano, porém não conseguiu atingir as exigências para que a legenda fosse aceita oficialmente.

Para que o partido se torne oficial e reconhecido pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) são necessárias 492 mil assinaturas. Em março deste ano apenas 1,6% do montante necessário havia sido conquistado e das 27 unidades federativas apenas 13 apoiaram o presidente –registros deste mês de julho indicam que o número subiu para 15.721 assinaturas.

O protesto

Diferentemente de atos anteriores que solicitavam intervenção militar no país, durante os protestos deste domingo uma faixa que dizia "democracia sim! ditadura não" pôde ser observada.

Apesar de não serem observadas atitudes antidemocráticas, as críticas ao STF foram constantes no protesto. O ministro Alexandre de Moares recebeu críticas através de canções, enquanto os manifestantes gritavam que supremo é o povo.

Críticas as investigações das fake news, pedidos de impeachment dos ministros do Supremo e a saída de governadores do RJ, SP e Goiás também foram temas da manifestação.

Os manifestantes vestiam camisetas em apoio a Jair Bolsonaro, carregaram a bandeira do Brasil e deixaram o Congresso Nacional coberto de cruzes de madeira, colocadas por manifestantes nos mastros que contém as bandeiras dos estados brasileiros.

Coronavírus

Jair Bolsonaro, que foi contaminado pelo novo coronavírus, não esteve presente nos protestos deste fim de semana devido à quarentena estabelecida.

Com o presidente da República contaminado com Covid-19 e Brasília contabilizando um aumento considerável de casos confirmados e mortes pelo novo vírus, dezenas de apoiadores do atual governo participaram da manifestação sem usar máscaras de proteção, enquanto outros respeitaram as normas mantendo o equipamento durante o ato.

Todo o protesto foi acompanhado pela Polícia Militar, que fechou algumas vias que unem os três poderes e não aplicou multas pela falta de máscaras, mesmo sendo lei desde abril na capital do país.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Governo
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!