A esposa do presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido), Michelle Bolsonaro, está irritada desde que seu nome se tornou alvo de piadas na internet.

Ela vem recebendo críticas nas redes sociais desde que se tornou de conhecimento público que Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro, e Márcia, a esposa de Queiroz, depositaram R$ 89 mil na conta da primeira-dama.

Contra-ataque

Michelle agora está indo para cima daqueles que consideram que são seus detratores. De acordo com a revista Veja, o alvo de Michelle é a banda de rock Detonautas.

Os roqueiros lançaram a Música "Micheque", que cobra explicações sobre a origem do dinheiro depositado na conta de Michelle.

Assessores da esposa de Jair Bolsonaro entendem que cabe um processo por calúnia, difamação e injúria contra os roqueiros.

Censura

O portal UOL entrevistou o líder dos Detonautas e autor da canção Tico Santa Cruz. Para ele, a ameaça de Michelle é um flerte com a censura.

Tico declarou que Michelle Bolsonaro está mirando no alvo errado, e que ela deveria cobrar uma explicação do próprio marido e não de quem faz a pergunta, disse o roqueiro.

Ele segue dizendo que a atitude de Michelle irá ter o efeito contrário do que ela deseja, pois irá chamar mais atenção para o apelido que a primeira-dama ganhou de "Micheque".

Intimidação

O líder do Detonautas explicou que existe uma diferença entre um texto que contém calúnia, injúria e difamação que pode realmente causar constrangimento e um texto que somente é uma manifestação, que não possui nenhuma das acusações manifestadas pela esposa de Jair Bolsonaro.

Para Tico, isto se trata de intimidação.

Democracia

Santa Cruz ressaltou que o Brasil é um país democrático e que quando alguém tenta intimidar, mesmo que ainda por uma ação judicial, um artista que só fez um questionamento, uma pergunta, que em nenhum momento foi desrespeitoso, ele sente que é realmente um ato de censura, uma maneira de intimidar, lamentou Tico.

O que parece, segundo as informações, o que está deixando a primeira-dama mais incomodada é o apelido que recebeu e que é o título da música.

O roqueiro ressaltou que não foi a banda quem inventou o apelido, ele foi criado em uma hashtag do Twitter.

Tico Santa Cruz afirmou que a melhor maneira de desfazer um apelido é esclarecer a situação.

Quando a situação é explicada de maneira clara, qualquer tipo de apelido e insinuação acaba por perder a validade, opinou ele.

O vocalista do Detonautas acredita que até mesmo sua música iria cair em descrédito, não iria chamar mais a atenção das pessoas se fosse finalmente respondido porque Queiroz depositou R$ 89 mil na conta de Michelle Bolsonaro.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!