Ciro Gomes, candidato do PDT à Presidência da República em 2018, ex-ministro e ex-governador do Ceará, concedeu entrevista ao jornalista Kennedy Alencar, colunista do UOL. Na conversa veiculada nesta segunda-feira (8), no YouTube, Ciro Gomes fez forte críticas à política de enfrentamento a pandemia do coronavírus feita pelo Governo de Jair Bolsonaro (sem partido).

Representação contra o presidente na Corte Internacional de Justiça

O pedetista disse que atuação do presidente Jair Bolsonaro é genocida na condução da pandemia e já levou denúncia as autoridades internacionais.

“Eu acho que nós temos que chamar em nosso socorro a comunidade internacional. Nós representamos já para o Tribunal Penal de Haia. Porque trata-se claramente de um genocídio. (...) Há um genocídio em marcha no Brasil. Não é que a pandemia tenha sido causada pelo Bolsonaro, mas a forma com que ele nega as evidências da pandemia, como ele constrangeu o acesso a saúde preventiva, como ele mentiu como charlatão, isso também é crime capitulado no Código Penal, prescrevendo remédios sem nenhum tipo de eficácia”, disse o político.

Imprensa está alinhada com a política econômica de Bolsonaro

Ciro Gomes afirmou que os grandes órgãos de imprensa concordam com a política econômica do governo federal, apesar de condenarem o jeito de Bolsonaro.

“A grande mídia editorialmente defende o centro, o coração do modelo Bolsonaro de ser, embora, [a imprensa] ataque as vulgaridades do Bolsonaro. Enquanto essa esquizofrenia não for resolvida e a gente entender que nós temos que destruir o bolsonarismo boçal, todo ele (...) e isso que se impõe mais cedo ou mais tarde pra grande mídia brasileira.

Enquanto ela [a imprensa] não cumprir esse serviço, ela estará ajudando o Bolsonaro”, enfatizou Ciro.

Ministro Paulo Guedes na atuação da pandemia

De acordo com o político, tem faltado a ajuda financeira do governo federal às famílias neste momento de queda na renda e arrocho da economia. “Qual é o lugar do planeta Terra, historicamente, ou na atual geografia do mundo que pratica este ideário?

Eu mesmo respondo, nenhum. Nenhum país do mundo pratica este ideário (...) nos Estados Unidos acabaram de criar um novo socorro de 300 dólares por semana e a secretária da fazenda dos Estados Unidos tá fazendo teoria de que isto é uma ferramenta não só de socorro para as pessoas que precisam, mas é o único elemento disponível para aquecer a atividade econômica (...) e o Bolsonaro na hora que a pandemia toma a maior gravidade da história dela, desde março passado, suspendeu [auxílio emergencial] e agora, o Paulo Guedes quer voltar com um negócio ridículo e criminoso de R$ 150 pras uns e R$ 375 pra outros por apenas três meses", esbravejou Ciro.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!