O senador Major Olímpio recebeu o diagnóstico positivo para coronavírus e estava internado desde o último dia 2 de março em São Paulo. Nesta quinta-feira (18) foi declarada a morte cerebral do parlamentar. Olímpio tinha 58 anos e deixa esposa e dois filhos.

Comunicado da morte

A informação da morte foi divulgada pela própria família nas redes sociais de Major Olímpio. Ao expressar a dor e o luto, a família explicou que existe um período de doze horas que deve ser respeito para que a confirmação oficial da morte seja realizada, sendo tal procedimento exigido por lei.

A família também afirmou que estão analisando quais os órgãos do senador que podem ser doados.

O post também agradecia o senador pelo papel prestado ao país, além de tudo o que fez por sua família no decorrer de sua vida.

Progresso da doença

Sérgio Olimpio Gomes foi internado no Hospital São Camilo, em São Paulo, no dia 2 de março com Covid-19. Após apresentar uma piora em seu quadro de Saúde, o parlamentar precisou ser encaminhado para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no dia 5.

Um dia antes, no dia 4 de março, Olímpio usou as suas redes sociais para comunicar aos seguidores que estava evoluindo satisfatoriamente e, mesmo com um quadro considerado grave, ele se mostrou com bastante fé e confiante de que logo se recuperaria e estaria novamente em "combate".

Há alguns dias a família do senador também usou as redes sociais para informar que seu quadro era estável, mas inspirava cuidados, e apelou por orações e respeito enquanto ele estivesse sendo submetido ao tratamento. No entanto, a piora em seu quadro de saúde evoluiu de forma bastante rápida, resultando em morte cerebral.

Carreira

Major Olímpio, que integrava o PSL, já integrou o Partido Verde, Solidariedade e PDT. Com formação em ciências jurídicas e sociais, Olímpio já atuou como jornalista, instrutor de tiro e professor de educação física e de técnicas de defesa pessoal.

Antes de optar pela carreira política, o parlamentar atuou como Policial Militar no estado de São Paulo por 29 anos.

Após ingressar no meio político, ele foi eleito deputado federal e também exerceu dois mandatos como deputado estadual.

Homenagens

Diversos políticos manifestaram luto pela morte de Olímpio e prestaram solidariedade à família. Entre eles, o governador de São Paulo, João Doria, o senador Humberto Costa (PT), o deputado federal Junior Bozella (PSL) e o ex-ministro da justiça Sergio Moro. Todos eles lamentaram que Olímpio tenha se tornado mais uma vítima da pandemia do novo coronavírus.

Major Olímpio é o terceiro senador a morrer por conta do coronavírus. Além dele, os senadores Arolde de Oliveira (PSD-RJ) e José Maranhão (MDB-PB) também não resistiram às complicações da doença.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Siga a página Saúde
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!