Após a demissão de Ernesto Araújo do Itamaraty, o próximo a deixar o Governo Bolsonaro pode ser o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. As notícias são do site Congresso em Foco.

A política ambiental de Salles vem sendo criticada desde o começo de sua gestão. A atuação do ministro no comando da pasta do Meio Ambiente tem manchado a imagem do Brasil no exterior, e provocado a ira de outros países.

Todos contra Salles

Dentro do próprio Brasil, Salles tem desagradado com sua atuação no governo Bolsonaro. O Congresso Nacional, o Tribunal de Contas da União (TCU) e o Supremo Tribunal Federal (STF) estão investigando o ministro.

Agora Salles está sendo acusado de ter tentado atrapalhar uma operação da Polícia Federal (PF) que apreendeu uma imensa quantidade de madeira ilegal no Amazonas.

A operação ocorreu em dezembro e por conta de sua interferência, o agora ex-superintendente da Polícia Federal no Amazonas, o delegado Alexandre Saraiva, apresentou uma notícia-crime no Supremo contra o ministro. O episódio causou a queda de Saraiva da superintendência da corporação no Amazonas.

O PDT também entrou com uma notícia-crime na mais alta Corte do país contra Salles pelo mesmo motivo. O episódio gerou a revolta de parlamentares contra o ministro.

Afastamento

Por causa da apresentação da notícia-crime contra Salles, Lucas Furtado, procurador do Ministério Público junto ao TCU, pediu na última quinta-feira (15) o imediato afastamento do ministro do comando da pasta do Meio Ambiente, para que ele não atrapalhe as investigações.

O caso está fazendo a oposição se articular para fazer com que o ministro do Meio Ambiente seja convocado a dar explicações no plenário em uma comissão geral para comentar as acusações.

A oposição espera contar com o apoio de parlamentares de outras siglas, como por exemplo, o deputado federal Marcelo Ramos (PL-AM), que é vice-presidente da Câmara dos Deputados e se refere a Salles como "antiministro" e "aliado de criminosos".

Centrão

O bloco de partidos de direita e centro-direita que apoiam o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) também não está satisfeito com Ricardo Salles e pedem que ele saia do ministério do Meio Ambiente, o ministro ainda têm apoio de integrantes da bancada ruralista.

Estados Unidos

No país da América do Norte, 15 senadores democratas enviaram uma carta aberta ao presidente Joe Biden para que ele condicione quaisquer acordos com o Brasil na questão da Amazônia com um real comprometimento do país da América do Sul em diminuir o desmatamento.

Os senadores estadunidenses alertam Biden que o Brasil não merece confiança e reforçam que o fracasso da política ambiental do país é um impedimento para que os EUA apoiem a entrada do Brasil na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), um desejo de Bolsonaro.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!