Quem é amante de Cinema sabe o o quanto é difícil ficar atualizado com todas as estreias do mundo do cinema. E os cinéfilos mais engajados sofrem um pouco mais com isto na época do Oscar, quando procuram assistir ao maior número possível de produções que estão concorrendo à estatueta mais cobiçada do cinema mundial.

O site Observatório do Cinema deu uma ajuda para quem quer ficar um pouco mais preparado para a festa do Oscar, que será no próximo domingo (9). O site listou todas as produções que estão na Netflix que concorrem ao Oscar deste ano.

Melhor animação

"Perdi Meu Corpo" é uma produção francesa e conta a inusitada história de uma mão decepada que parte em uma jornada em busca do seu corpo.

O diretor é Jérémy Clapin.

Já a animação "Klaus" veio da Espanha, e tem direção de Sergio Pablos. O filme fala sobre a amizade entre um fabricante de brinquedos e um carteiro que juntos tentam levar alegria e esperança para uma cidade triste.

Melhor documentário

O Brasil este ano está na disputa pelo Oscar com o documentário "Democracia em Vertigem", da cineasta Petra Costa. Na produção são retratados fatos históricos recentes do Brasil, envolvendo o impeachment de Dilma Rousseff, em 2016.

O concorrente da produção brasileira nesta categoria é "Indústria Americana", que foi dirigido pela dupla Steven Bognar e Julie Reichet. O documentário mostra as consequências culturais e econômicas da entrada de uma empresa chinesa em Ohio, nos Estados Unidos.

A curiosidade sobre este documentário é que ele foi produzido pelo casal Michelle e Barack Obama.

Melhor documentário de curta metragem

Nesta categoria, a Netflix tem em seu catálogo a produção “A Vida em Mim”, que relata a conturbada situação de crianças refugiadas na Suécia, mais especificamente as crianças que sofrem de uma doença misteriosa denominada Síndrome da Resignação.

A produção sueca é dirigida por Kristine Samuelson e John Haptas.

Trio parada dura

Nesta edição do Oscar, a Netflix vem forte com três produções que estão concorrendo em várias categorias. “Dois Papas”, do brasileiro Fernando Meirelles, recebeu três indicações ao Oscar. Jonathan Pryce concorre na categoria Melhor Ator, enquanto Anthony Hopkins foi indicado na categoria Melhor Ator Coadjuvante e o roteirista do longa, Anthony McCarten foi indicado na categoria Melhor roteiro.

O filme é baseado no livro “O Papa”, e conta a história da transição entre o papa Bento XVI (Hopkins) e o papa Francisco (Pryce).

O filme “História de um Casamento” é dirigido por Noah Baumbach e conta a história da conturbada separação de Nicole (Scarlett Johansson) e Charlie (Adam Driver), um casal que briga na Justiça pela guarda do filho em meio ao luto pelo fim do casamento. A produção recebeu seis indicações ao Oscar, incluindo a indicação de Melhor filme.

Adam Driver e Scarlett Johansson concorrem nas categorias Melhor Ator e Melhor Atriz, enquanto Laura Dern a Melhor Atriz Coadjuvante, e Noah Baumbach concorre na categoria Melhor Roteiro Original. Por fim, Randy Newman foi indicado na categoria Melhor Trilha Sonora.

O filme "O Irlandês" é um drama dirigido por Martin Scorcese inspirado na história real de Frank Sheeran, personagem de Robert De Niro. Sheeran é um homem que fez vários serviços para a máfia dos Estados Unidos como assassino. A produção foi inspirada no livro “I Heard You Paint Houses”.

A produção concorre nas categorias: Melhor Filme, Melhor Diretor (Scorsese), e tanto Al Pacino e Joe Pesci concorrem na categoria Melhor Ator Coadjuvante. Steven Zaillian concorre por Melhor Roteiro Adaptado, Bob Shaw e Regina Graves concorrem por Melhor Direção de Arte, Rodrigo Prieto concorre na categoria Melhor Fotografia.

Já Sandy Powell e Christopher Peterson foram indicados ao Oscar de Melhor Figurino, enquanto Thelma Schoonmaker foi indicada na categoria Melhor Montagem.

O filme também foi indicado na categoria Melhores Efeitos Visuais.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Seriados
Seguir
Siga a página Cinema
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!