O surto do coronavírus está fazendo com que algumas medidas drásticas sejam tomadas. Os ministros Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública) e Luiz Henrique Mandetta (Saúde) anunciaram a prisão de pessoas que estiverem infectadas ou até mesmo suspeitas que descumprirem ordem de ficar em quarentena.

Todos os profissionais da área da saúde poderão contar com a presença de figuras policiais para realizarem a prisão dessas pessoas. As penas variam, podendo chegar 1 ano nos casos mais leves e a 15 anos, nos casos mais graves, que seriam as pessoas que estiverem contaminadas e transmitirem propositalmente para terceiros.

Com isso, a prisão será realizada imediatamente.

O descumprimento de uma determinação do poder público é crime sujeito em prisão. Dependendo da situação, essa penalidade pode ser substituída por medidas alternativas. Até o presente momento, não se teve notícias de pessoas que descumpriram as ordens estabelecidas pelas autoridades.

Essa medida é necessária?

Essa e outras medidas drásticas estão sendo tomadas com o objetivo de evitar com que o vírus se propague ainda mais no país. Mesmo não tendo um número alto de mortes, o governo está a todo vapor para tentar amenizar qualquer tipo de risco que possa afetar a população

Não é só os entes governamentais que estão tomando medidas drásticas.

Uma famosa empresa de carros de aplicativo (Uber), limitou o tempo de disponibilidade que o motorista terá para realizar corridas. O intuito disso é fazer com que o motorista não fique muito exposto ao vírus. Uma categoria dentro da plataforma também foi suspensa até que tudo se normalize.

Quarentena

Até o presente momento, não existe um tempo certo para que tudo volte ao normal. Com isso, grandes empresas estão se movendo para que seus funcionários continuam a contribuir mesmo dentro das suas residências.

Muitas pessoas estão trabalhando em casa, através de um computador e até mesmo de um celular.

As demais pessoas que não têm essa opção de trabalho aguardam novas atualizações governamentais para voltar a exercer suas tarefas rotineiras.

Mortes no Brasil

De acordo com dados fornecidos pelo próprio Ministério da Saúde, ao menos 34 pessoas já foram vítimas da covid-19. Por mais que esses números não sejam alarmantes, muitas medidas continuam sendo tomadas, principalmente de prevenção por parte da população.

O atual presidente do Brasil, Jair Messias Bolsonaro, alerta a população através das suas redes sociais, para tomarem o cuidado mínimo, que seria lavar as mão e evitar lugares com grandes aglomerações.

Fiscais também estão indo a grandes comércios, com intuito de multar aqueles comerciantes que estiverem trabalhando sem autorização em meio a pandemia.

Não perca a nossa página no Facebook!