Estreou na última sexta-feira (23) na Netflix a série alemã "Bárbaros" (Barbaren). A produção de seis episódios é mais uma aposta da plataforma de streaming em dramas históricos, vindo se juntar a outras como "Vikings" –esta não é uma obra original da Netflix–, "The Last Kingdom", entre outras.

Eventos reais

A série se passa no ano 9 D.C., antes dos eventos ocorridos na Batalha da Floresta de Teutoburgo. Neste conflito, as tribos germânicas se uniram para lutar contra a invasão do Império Romano.

A trama então parte deste evento real e mistura ficção com realidade ao construir o drama histórico ficcional que usa alguns personagens que realmente existiram.

Thennelda (Jeanne Goursaud) a jovem é filha de um príncipe Cherusco. Arminius (Laurence Rupp) era um jovem oficial de Roma.

Cherusci

Este é o nome de uma das cerca de cinquenta tribos da época. Geralmente, elas travavam batalhas contra elas próprias.

Sendo assim, foi extremamente difícil fazer com que as tribos se unissem contra um inimigo em comum, o poderoso Império Romano.

Foi Arminius quem conseguiu realizar a difícil tarefa. Ele na verdade era um nobre da tribo Cherusci que foi enviado a Roma quando era bem mais novo como homenagem, e lá recebeu um rigoroso treinamento militar.

Durante sua estadia em Roma, ele se transformou no conselheiro de Varus, um cruel general romano. Mas na verdade, Arminius ainda mantinha-se leal ao seu verdadeiro povo.

Ele então buscou uma maneira de convencer as tribos germânicas a se unirem para lutarem contra Roma.

Se historicamente as tribos germânicas tinham dificuldades de confiarem umas nas outras, o que acabou contribuindo para que elas finalmente se unissem foi a crueldade mostrada por Varus, que chegava até mesmo a crucificar os rebeldes.

O plano de Arminius consistiu então de passar falsas informações para o general romano. Ele informou a Varus que estava acontecendo um levante dos germânicos, então ele conduziu os soldados romanos para um lugar que os soldados não conheciam.

Arminius abandonou o grupo e foi se juntar às tribos germânicas e as liderou em uma sangrenta batalha contra os invasores romanos.

Esta é a história que a série reproduziu e inseriu elementos fictícios, que contou com traições e corações partidos.

Ainda é mostrada na trama a ocorrência de eventos fantásticos que lembram "Game of Thrones", com a diferença que enquanto a série da HBO apresentava realmente eventos sobrenaturais, a produção da Netflix não dá respostas claras sobre se certos eventos foram mágicos ou se somente se tratavam da fé dos personagens.

Na série, Arminius é um homem dividido entre dois povos, seu drama é que ele não é visto pelos romanos como sendo um igual e entre os germânicos ele é considerado um traidor.

A produção precisou de apenas seis episódios para contar de forma eficiente todos os dramas dos personagens até chegar ao clímax, que era a batalha entre os romanos e os germânicos.

A batalha final não decepcionou e apesar da história principal ter sido contada, ainda há uma bela abertura para uma segunda temporada.

Siga a página Televisão
Seguir
Siga a página Seriados
Seguir
Siga a página Opinião
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!