Estreou na última quinta-feira (22) na Netflix o filme “Passageiro Acidental” ("Stowaway"). A produção de origem alemã tem na direção o brasileiro Joe Penna, que também escreveu a história ao lado do roteirista Ryan Morrison. O elenco conta apenas com quatro atores: Anna Kendrick, Daniel Dae Kim, Shamier Anderson e Toni Collete, já que a voz do personagem “Jim” é do próprio diretor.

YouTuber

Joe Penna definitivamente não é um nome conhecido em Hollywood, mas tem uma carreira de sucesso na plataforma de vídeos YouTube. La ele basicamente faz vídeos bem humorados envolvendo música, em que normalmente aparece tocando vários instrumentos.

Além de curtas-metragens, no canal já se nota suas pretensões cinematográficas em seus vídeos, que mesmo sendo obras descompromissadas, já mostram uma sofisticação em termos de fotografia e montagem.

Estreia

Em 2018, Penna fez sua estreia no Cinema com o elogiado “Ártico” ("Artic"), em que ao lado de Ryan Morrison criou a história de um personagem, vivido pelo astro Mads Mikkelsen, que estava perdido no Círculo Polar Ártico depois de sofrer um acidente de avião. O personagem tem que fazer a difícil escolha de continuar em segurança, porém sem chance de ser encontrado, ou se aventura em uma jornada cheia de perigos na tentativa de ser encontrado.

Curiosamente, o roteiro de “Ártico” se chamava “On Mars” ("Em Marte"), e obviamente, era ambientado no Planeta Vermelho.

Mas, na época, “Perdido em Marte” estava em produção, e a trama de um tentando sobreviver no planeta era bem parecida. Penna e Morrison então mudaram os planos e ambientaram sua história no Ártico. Agora com “Passageiro Acidental” a dupla de criadores pôde voltar a falar sobre Marte.

A trama

A nova produção da Netflix narra uma viagem da nave MTS42, cuja tripulação é composta pela comandante Marina Barnett (Toni Collete); a Dra.

Zoe Levenson (Anna Kendrick), David Kim (Daniel Dae Kim). A tripulação decola em uma viagem de 2 anos a Marte. Porém as coisas ficam complicadas com a descoberta de que o engenheiro de suporte de lançamento, Michael Adams (Shamier Anderson), acidentalmente estava na nave.

Ainda que seja um filme com elementos de ficção científica, é o drama que dá o tom da obra, com a investigação de como será o comportamento daquelas pessoas que terão que tomar a decisão sobre quem irá sobreviver e se determinadas atitudes foram corretas, e convida o espectador a refletir o que faria em situação semelhante.

Produções ambientadas no espaço naturalmente requerem um nível de sofisticação técnica com o uso de CGI, os efeitos visuais do filme não deixam a desejar, mas o diretor evita virtuosismos técnicos ao retratar as dificuldades que a tripulação passa fora da nave. O interesse do cineasta é em retratar o clima quase claustrofóbico do interior da nave espacial e as relações entre os personagens. A carismática Anna Kendrick assume o protagonismo da trama com sua personagem que mistura humor e amor ao próximo. O outro nome de peso na produção, Toni Collete, apesar de ser a comandante da nave, tem um papel pequeno, mas como sempre a atriz apresenta um bom trabalho.

Siga a página Televisão
Seguir
Siga a página Seriados
Seguir
Siga a página Cinema
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!