Neste último final de semana, circulou nas rede sociais um vídeo no qual o escritor Olavo de Carvalho, guru da família Bolsonaro, afirma que as músicas lançadas pelos Beatles foram, na verdade, escritas pelo filósofo e sociólogo alemão Theodor Adorno. No vídeo, que não tem data, Olavo diz que as músicas da banda inglesa fizeram um grande mal para a humanidade.

"Eles dizem que os Beatles são semianalfabetos em música.

Mal sabiam tocar violão. Quem compôs as canções deles foi Theodor Adorno. Agora você sabe o efeito devastador da música dos Beatles? É tudo celebração do LSD, das drogas... Você sabe como terminou John Lennon e os outros, né? Vocês têm ideia da porcaria que os Beatles fizeram no mundo?", disse Olavo.

Ainda no vídeo, Olavo afirmou que "os principais conjuntos de rock americanos, todos eles têm pelo menos uma canção de celebração a satanás.

É satanismo explícito".

O vídeo com a fala do escritor foi divulgado pelo colunista Pedro Menezes, do jornal Gazeta do Povo, em sua conta no Twitter.

Essa teoria surgiu de um artigo holandês sobre o quarteto de Liverpool, lido por Olavo no vídeo, que afirma que há ligação entre Adorno e os Beatles.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos WhatsApp

Adorno, que morreu em 1969, fazia parte da chamada Escola de Frankfurt.

Olavo insiste em defender teoria

Mesmo virando motivo de piada nas redes sociais, Olavo de Carvalho insistiu em querer provar que a teoria faz sentido e escreveu no seu Facebook que é uma investigação histórica. Disse ele que há uma ligação entre Theodor Adorno, o Instituto Tavislock e os Beatles, e que isto está sendo discutido há muitas décadas.

Segundo ele, para a mídia e os “sábios” da “Vila Nhocunhé” isso são apenas uma novidades inventadas por ele.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo