Após ter entrado com um recurso contra a liminar que foi favorável ao caso de Felipe Neto na Justiça do Rio de Janeiro, a apresentadora Antonia Fontenelle, nesta segunda-feira (29), acabou tendo o seu pedido negado pela Justiça logo no início da tarde.

Diante da situação, ela terá um prazo de 24 horas, que foi estipulado pelas autoridades, para que apague as publicações que feitas por ela, nas quais indicava que o influenciador digital e seu irmão, Luccas Neto, que também é youtuber, estariam ligados com casos de pedofilia.

Diante da determinação que foi feita pela Justiça, as publicações de Fontenelle não estão mais em seu perfil no Instagram onde constavam anteriormente.

A solicitação que foi feita pela apresentadora mediante o caso seria também para pedir que a disputa entre ela e Felipe Neto fosse feita em segredo de Justiça. Este pedido foi também recusado pelas autoridades.

Fontenelle acusa Felipe Neto de ligação com pedofilia

No dia 15 deste mês, a apresentadora havia publicado um vídeo editado em que mostrava diferentes frases que foram ditas pelo youtuber com suposto conteúdo sexual. Além de Felipe, no vídeo em questão foram destacados outros youtubers, como PC Siqueira, Rafinha Bastos e Cauê Moura.

Na legenda do vídeo que foi publicado por Fontenelle, ela ainda chegou a questionar o que foi apontado se poderia ser chamado de incitação à pedofilia.

O material que foi publicado pela apresentadora ainda mostra Luccas Neto, irmão de Felipe, no momento em que o mesmo encontra uma garrafa feita de doce em um freezer.

Em seguida, o youtuber olha para a câmera e questiona se pode fazer "besteirinhas" com a garrafa.

Logo depois, ele a coloca na boca e tira logo em seguida. A ordem do vídeo, no entanto, foi adulterada, o que faz com que o vídeo passe a ter uma conotação sexual para algumas pessoas, como o caso da apresentadora.

A apresentadora deu uma entrevista para a rádio Jovem Pan, quando falou a respeito do caso e se defendeu alegando que não havia acusado ninguém de pedofilia. Ela ainda se justificou falando que o problema seria com as pessoas, que não sabem ler e nem mesmo interpretar o que foi publicado.

Fontenelle ainda indicou que a garrafa em questão do vídeo feito por Luccas, poderia ser de qualquer tipo de material, mas que o gesto que foi feito por ele foi de fato obsceno, e que ela não quer que sua neta faça este tipo de ato.

Na ação que está sendo movida por Felipe Neto e seu irmão, eles pedem uma indenização no valor de R$ 100 mil, além da retratação a respeito do caso e da retirada do vídeo do Instagram, que agora já foi apagado pela apresentadora devido à determinação feita nesta semana.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!