Substâncias utilizadas por fisiculturistas devem ser colocadas sob suspeita. O uso cada vez mais frequente das mesmas por jovens e a facilidade de obtenção destas drogas em sites da grande rede merecem cuidados. É preciso proteger a saúde das pessoas que não sabem tudo sobre os produtos assinalados.

A propaganda é atraente e mostra campeões em poses que ressaltam a musculatura obtida. Segundo técnicas de marketing, as drogas anabolizantes e os suplementos alimentares são as responsáveis pelo aumento da musculatura e não provocam nenhum dano. A creatina e o metadrol são produtos que garantem aumentar rapidamente a massa muscular, suavizar músculos doloridos e aumentar a performance das pessoas que malham de forma incessante.

Publicidade
Publicidade

Como não é de se esperar que pessoas que correm atrás de um corpo "sarado" sejam cuidadosas, ao contrário, elas consomem além do que seria recomendável, avisos sobre cuidados a serem tomados se tornam necessários. Este consumo precisa ser feito com critério e sob orientação médica. De forma geral, o uso excessivo pode provocar sérios problemas para a saúde das pessoas. Estes suplementos podem provocar, por exemplo, redução no crescimento dos ossos e retenção de sódio e carcinoma da próstata. A esterilidade e o desinteresse sexual podem ser outras consequências indesejáveis.

O uso de suplementos aumenta a possibilidade de sobrecarga hepática e também foram relatados casos de hipertrofia do coração. Todos os alertas, provenientes do departamento FDA (Food and Drugs Administration), em seus boletins distribuídos para algumas clínicas médicas, parecem não serem levados em consideração por jovens em busca de um corpo escultural.

Publicidade

Estes produtos, quando utilizados em excesso, podem aumentar o nível de testosterona na circulação sanguínea. De forma já comprovada pelos estudos desenvolvidos pelo FDA, ele pode afetar a pessoa que consome estas drogas de forma exagerada. Podem surgir efeitos colaterais severos e aumentar o risco de uma série de doenças. Foram relacionados os doze principais efeitos que devem ser analisados: surgimento de tremores; acne manifesta de forma intensa; retenção hídrica, que pode provocar aumento de pressão; dores e lesões em articulações; hipertensão; casos relatados de arritmia cardíaca; dores de cabeça; tumores no fígado; calvície; distúrbios do sono; e alterações de humor. Estes resultados são apresentados com o aval do OBID - Observatório Brasileiro de Informações Sobre Drogas que, periodicamente, distribui boletins de divulgação de ações contra drogas, entre as quais são incluídos os suplementos alimentares. #Curiosidades #Doença