Quase todo mundo já achou manchinhas brancas que surgiram de repente em suas unhas. Embora a sabedoria popular as atribua às pessoas que costumam contar mentiras, a verdade é ao mesmo tempo muito mais comum e interessante.

Essas #manchas chamam-se leuconiquias ("leuco" quer dizer branco e "niquia" quer dizer "unha") e são, geralmente, produtos de processos inflamatórios que causam queratinizações anômalas das unhas.

Pablo Unamuno, chefe do serviço de dermatologia do Hospital Clínico de Salamanca, explica que a unha cresce um milímetro a cada dez dias. Assim sendo, quando uma mancha aparece, a lesão causadora provavelmente aconteceu há dois ou três meses.

As leuconiquias parciais, sejam estriadas (faixas que correm paralelas à lúnula, base da unha) ou punctatas (as mais comuns, pequenas manchas), podem surgir devido a reações ao esmalte usado, ou a variações hormonais. Leuconiquia total (quando toda a unha fica branca) pode ser causada por problemas genéticos ou por ação do ambiente, no caso de doenças como vitiligo.

De modo geral, as manchas não são razão para preocupação e desaparecem depois de algum tempo, à medida que as unhas crescem. Porém, se as manchas vão se tornando maiores e lineares, é possível que elas sejam sinal de um dano mais grave. Nesse caso, é melhor procurar um dermatologista. Em uns poucos casos, elas podem ser sinal de problemas de #Saúde mais importantes, tais como doenças dos rins, envenenamento por arsênio, problemas respiratórios, absorção deficiente da proteína albumina, deficiência de vitaminas ou falta de zinco ou de ferro.

Exposição ao frio intenso é um fator que pode acelerar o desenvolvimento da condição. Fatores psicológicos também podem ser um elemento no surgimento das manchas. Um histórico familiar de leuconiquia aumenta muito as chances de desenvolvê-la.

Um método de classificação divide a condição em três tipos de leuconiquia. A leuconiquia verdadeira ocorre quando a descoloração é resultado de uma doença que pode ser encontrada na matriz da unha, leuconiquia aparente, quando a patologia é nos tecidos macios que ficam debaixo da unha, e a pseudo leuconiquia acontece quando ela tem origem externa, tal como infecção ou reação a esmalte.