Danúbia de Souza Rangel foi presa há três meses. Ela era companheira do traficante Antônio Francisco Bonfim Lopes, conhecido como ''Nem'', conhecido como líder do tráfico de droga da favela da Rocinha, no Rio de Janeiro.

Atualmente, ela se encontra no Complexo de Gericinó, em Bangu, que fica localizada na Zona Oeste do Rio de Janeiro. A mulher foi presa no dia 10 de outubro do ano passado, na Rua Carlos Magno. A Secretaria Estadual de Administração penitenciária disse que Danúbia está procurando arrumar um emprego no presídio para tentar amenizar a pena. Mas as vagas estão completamente cheias, aonde ela irá ter que esperar em uma fila.

Segundo informações, Danúbia foi presa após ser indiciada por fazer parte do tráfico de drogas e corrupção na Rocinha. Alguns advogados da detenta tentam reverter isso na Justiça. Antes de ser presa, a ''primeira-dama do morro'', como era conhecida, desfilava na comunidade usando roupas caras e celular da moda, que era comprado com o dinheiro do tráfico de drogas.

No dia da prisão de Danúbia, ela estava na casa de uma amiga. Os policiais chegaram, apresentaram a intimação para a mulher, que foi encaminhada até a Delegacia da Barra da Tijuca. A acusada não apresentou resistência. Quando ela foi encontrada e presa, diversos programas jornalísticos destacaram o caso como ''a prisão da primeira-dama da Rocinha''.

Um programa de televisão do SBT, o ''Conexão Repórter'', fez uma reportagem na cadeia para conhecer mais sobre a mulher do maior traficante do Rio de Janeiro.

O jornalista Roberto Cabrini perguntou a mulher como ela conheceu o traficante. ''Eu trabalhava em um bingo na Barra da Tijuca, aonde eu tinha uma amiga que era moradora da Rocinha. Ela me convidou para visitar o morro e foi quando o Antônio me viu. Depois a gente virou amigos e começou a sair juntos’’, afirmou Danúbia.

O repórter perguntou se ela sabia quem era o Nem, quando ela disse que não.

''Quando eu vi ele (sic) a primeira vez, tive a impressão de uma pessoa boa, humilde e trabalhadora'', afirmou Danúbia. Ela também disse que acabou tendo uma filha com o Nem. A criança está sob a guarda da mãe em uma casa na Rocinha.

No final da entrevista, ela declarou que se sente arrependida de tudo que fez, e se pudesse voltar no passado, não teria cometido os mesmos erros.

Quem é Antônio Francisco Bonfim Lopes?

Antônio Francisco Bonfim Lopes, vulgo ''Nem'', era um dos responsáveis pelo tráfico de drogas na Rocinha. Ele acabou se envolvendo no crime após descobrir uma grave doença que sua filha tinha. Sem ter dinheiro para bancar o tratamento, ele pegou um dinheiro emprestado com os traficantes e acabou sendo contador do crime. Foi quando ele ficou conhecido como ''Nem''.

Não perca a nossa página no Facebook!