Um cachorro foi esfaqueado três vezes na cabeça neste último sábado (19), por seu próprio dono, na cidade de Santa Rita, na Paraíba. Devido aos ferimentos na cabeça, o animal chegou inconsciente à clínica veterinária, tendo sido necessárias cirurgias de reconstrução nas orelhas, para que as mesmas não fossem perdidas. As próximas 48 horas são muito importantes para que se observe a evolução do quadro clínico do cachorro quanto à cicatrização e vascularização.

Foi a presidente da ONG Ajude Anjos, Fabíola Rezende, quem salvou o cachorro, que estava quase morto no momento em que chegou na clínica veterinária.

O dono do cachorro estava empurrando um carrinho de mão e o bicho estava em cima. De repente o animal caiu e o dono, raivoso, o esfaqueou três vezes na cabeça.

Infelizmente estas cenas não são raras na cidade. Nesta mesma semana, outro cachorro foi esfaqueado. Porém, não conseguiu se salvar. Ele teve uma pata e uma orelha cortada e ficou quatro dias deste modo, andando por uma feira da cidade. A mesma voluntária que salvou Simão o levou para a clínica, mas o animal acabou não aguentando e faleceu ontem de manhã.

Aprenda a criar uma ONG de animais

Para quem pretende criar uma ONG de Animais, aí vão algumas dicas:

Criação do Estatuto

Primeiramente, a elaboração de um Estatuto se faz necessário, documento que dirá quais serão os anseios da ONG, composição da diretoria e as suas regras.

Pode ser feita uma adaptação baseando-se no estatuto de outra ONG.

Reunião de fundação

Após o estatuto ficar pronto, é necessária a reunião de fundação. Que antes de ocorrer tem que ser feito o edital de convocação, que deverá ser divulgado, preferencialmente em um meio de comunicação de vasta circulação.

É de suma importância que o estatuto seja lido nesta reunião e que esteja na ata que houve a sua aprovação.

Os sócios-fundadores deverão estar presentes na reunião, sendo necessário para que a ata de fundação seja registrada, é preciso que cada uma dos sócios assine seu nome completo, endereço e número do RG.

CNPJ da ONG

Para este passo é necessário que se leve uma cópia da ata da reunião, e com a assinatura dos sócios e do estatuto, a ONG será registrada em um cartório de registro de pessoas jurídicas. Após isso é só pedir o CNPJ na Polícia Federal.

Algo muito importante também é contratar um contador para que o mesmo se encarregue de fazer as declarações de imposto de renda.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Animais
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!