Uma criança de apenas dois anos acabou perdendo a vida de forma trágica. A criança caiu de cabeça para baixo dentro de uma máquina de lavar roupas, daquele tipo que se parece com um tanquinho. A fatalidade aconteceu em Rolim de Moura (RO), no residencial Jequitibá.

A mãe relatou à Polícia que tinha colocado as roupas para lavar e, na sequência, dirigiu-se à cozinha para preparar o almoço. Quando ela retornou à lavanderia, encontrou o filho dentro da máquina e já sem sinais de vida.

Foram os servidores públicos do Hospital Municipal Amélio João da Silva que informaram aos policiais a respeito do que aconteceu.

É para esse hospital que os moradores levam crianças que sofreram afogamento.

Na unidade hospitalar, a mãe disse que seu esposo havia ido ao banco e somente ela e o filho de dois anos estavam em casa. Depois disso colocou as roupas no tanquinho para lavar e foi preparar o almoço.

Foi então que ela sentiu falta do seu filho e começou a procurar por ele dentro de sua própria casa. Ela não o encontrou, então quando percebeu que o portão de sua casa estava aberto ela começou a imaginar que o menino poderia ter saído de casa. Nesse momento ela decidiu procurar o garoto pela vizinhança, mas não o encontrou.

Ao retornar para a casa, junto com uma vizinha, ela avistou a criança submersa na máquina de lavar roupas. Ao ver o garotinho de apenas dois anos de cabeça para baixo e dentro da máquina ela se desesperou.

A vizinha a ajudou a retirar a criança, e perceberam que a mesma estava inconsciente e sem apresentar qualquer sinal de vida. Na sequência elas se dirigiram imediatamente ao hospital, e lá constataram a morte da criança.

A polícia foi à casa da família e realizou uma perícia técnica. O enterro foi realizado no último final de semana.

Notícia repercute na grande mídia

O programa "Balanço Geral", exibido pela Record TV, fez uma pauta falando exclusivamente desse tema. Na reportagem eles exibem fotos da criança e uma repórter também relata dados importantes do acontecimento.

A rua em que eles moram foi exibida na reportagem, inclusive foram exibidas algumas imagens da casa dessa família, incluindo a máquina de lavar no qual o garotinho infelizmente caiu e acabou morrendo afogado.

Alerta aos pais

Embora o Corpo de Bombeiros não tenha atendido a ocorrência, o militar sargento Antônio Edson Oliveira deu algumas orientações a respeito dos cuidados necessários que os pais tenham para que assim possam diminuir o risco de acidentes domésticos desse tipo.

O militar afirma que até em um litro de água pode ocasionar um afogamento e por isso é necessário que os pais tenham cuidados redobrados com crianças. Embora sejam situações praticamente inimagináveis, para crianças de um ou dois anos de idade, até mesmo baldes, tanques com água e sanitários podem causar afogamento e levar uma criança a perder a vida prematuramente.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!