Durante entrevista ao programa "Fantástico", exibido pela Rede Globo neste domingo (24), a esteticista Dinalva, de 35 anos, contou tudo o que se passou no dia em que seu filho, Pedro Henrique, de 19 anos, morreu depois de ser imobilizado por um segurança de um hipermercado no Rio de Janeiro.

Emocionada, ela conta como viu o seu filho ser assassinado bem na sua frente, sem que ela pudesse fazer alguma coisa para ajudá-lo. “Eu vi meu filho ser assassinado aos poucos. E eu vendo, eu, impotente”, disse.

Mãe e filho haviam ido ao supermercado para comprar um micro-ondas

Dinalva relembrou que naquele dia tinha ido com o seu filho até o supermercado para comprar um aparelho de micro-ondas e lembra que Pedro Henrique estava conversando com ela normalmente quando teve um momento confuso e correu em direção ao segurança. Ela conta que a impressão que teve é que ele iria pedir ajuda ao profissional, mas quando chegou perto do rapaz e lhe perguntou o que estava acontecendo percebeu que seu filho estava parado de forma estática, com os lábios ficando brancos.

Na sequência o rapaz começou a tremer.

Nesse momento, acreditando que Pedro Henrique estava tendo um surto, ela pediu socorro e falou para o segurança que seu filho usava drogas e que eles precisavam de ajuda. O rapaz se dirigiu para perto do segurança e a mãe acreditou que neste momento os dois iriam receber ajuda do profissional. Dinalva conta que ficou mais tranquila neste momento, pois pensou que caso o filho estivesse realmente tendo um surto, o segurança iria chamar uma ambulância que iria chegar e cuidar do seu filho.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Segurança joga Pedro Henrique no chão e cai por cima dele

Ao contrário do que a mãe acreditava que iria acontecer, o segurança jogou o jovem no chão e deitou em cima dele, para imobilizá-lo. Neste momento a mãe conta que ficou muito preocupada, porque o segurança era muito grande, bem maior que seu filho. Aflita com a situação, ela tentou tirar o homem de cima de Pedro Henrique, mas conta que foi agredida por ele com um 'solavanco' e que acabou rolando no chão por causa disso.

A esteticista segue eu relato contando que o segurança só saiu de cima do Pedro Henrique quando ele já havia perdido os sentidos e que assim que levantou o homem lhe disse para colocar as pernas do jovem 'para cima', mas o rapaz já estava com o corpo imóvel.

Ela informou ainda que, assim como a maioria dos presentes, se sentiu intimidada pelos seguranças do local e que todos que estavam ali naquele momento queriam ter salvo a vida do seu filho, mas que foi impossível fazer com que o segurança o soltasse a tempo.

O segurança Davi Amâncio disse à Polícia que o rapaz tentou pegar a sua arma e que por isso ele o imobilizou. Ele teve o registro de segurança cassado e está respondendo em liberdade pelo crime de homicídio culposo, quando não tem intensão de matar.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo