Morreu nesta segunda-feira (11), por volta das 17h, o garoto Rafael Rodrigues de Oliveira, de apenas 8 anos. Ele estava internado há quatro dias no hospital Governador Otávio Lage de Siqueira, em Goiânia, após ficar pendurado com a corda no pescoço enquanto brincava no balanço.

A criança ficou cerca de 20 minutos pendurada no brinquedo, segundo a avó. Rafael foi levado para o Cais do Jardim Guanabara e de lá foi transferido para UTI do hospital de urgências Governador Otávio Lage de Siqueira.

O acidente

Maria Clara Fernandes, avó do garoto, relatou que o balanço era um brinquedo simples e improvisado feito apenas com uma corda e um cabo de vassoura e disse ter visto o neto brincando com a corda enrolando nele.

A avó disse que desde o primeiro momento que o neto deu entrada no hospital os médicos disseram que a única esperança era ter fé em Deus e esperar por um milagre.

A mãe da criança, Patrícia Fernandes de Oliveira, passou mal quando soube da notícia e precisou ser atendida imediatamente.

A criança já era acostumada com o balanço

Patrícia disse que o filho já era acostumado a brincar com o balanço e afirmou também que ele ficava escalando a corda e que nunca havia acontecido nenhum acidente. Ela contou que diversas vezes chamou a atenção do garoto para não fazer isso e disse também que ele escalava a corda do brinquedo e descia deslizando com a corda enrolada no corpo.

A mãe do garoto que faleceu tragicamente contou que uma vez ele colocou a corda no pescoço para fazer a descida. A mãe contou que o alertou dizendo para ele colocar a corda na barriga e nunca no pescoço.

A avó de Rafael relatou que ela acredita que o neto deve ter passado a corda no mínimo duas vezes no pescoço para acontecer tamanha tragédia. Maria disse também que ele estava caído no chão quando foi encontrado e não pendurado na corda do brinquedo. Emocionando a todos, a mãe do garoto disse a seguinte frase: "meu bebê foi para os braços do Pai".

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Saúde

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo