A cidade de Sapezal, que fica a quase 500 quilômetros de Cuiabá, capital de Mato Grosso, assistiu a uma situação inusitada que poderia ter acabado muito mal. Três indivíduos acabaram presos durante a madrugada de sábado (9) para domingo (10), suspeitos de trancarem três crianças (uma delas ainda bebê) dentro de um carro. Os três ainda tinham um motivo nada nobre para enclausurar os pequenos no veículo. Eles decidiram curtir a noite em uma boate da cidade.

Um boletim de ocorrência foi lavrado em desfavor dos pais das crianças pela Polícia e os suspeitos foram autuados em flagrante por abandono de incapaz.

No carro foram encontrados dois meninos, um de 4 e outro de 10 anos, e ainda uma menina de apenas um ano. A descoberta do crime foi feita por uma funcionária da boate, que percebeu uma movimentação estranha no veículo.

Ao se aproximar do carro, um Fiat Uno, ela se deparou com a cena. Segundo informações do G1, uma das crianças estava dormindo e outras duas estavam acordadas. A bebê estava chorando e era consolada por um dos irmãos. A polícia então foi acionada. O veículo estava com os vidros completamente embaçados.

Crianças são deixadas sozinhas para pais irem a uma boate

O abandono aconteceu, segundo a polícia, para que os pais pudessem ira até a boate na região. Assim que a polícia chegou, encontrou várias pessoas ingerindo bebidas alcoólicas na frente do local de balada e próximo ao veículo que abrigava as crianças.

A música também era ouvida de longe. Os PMs conseguiram identificar o proprietário do carro e o conduziram até o veículo. Assim que abriram a porta traseira, as autoridades se depararam com os três pequenos deitados no banco. O menino de 10 anos estava consolando a bebê chorosa.

Segundo o G1, os responsáveis estavam na boate e também ingeriam bebidas alcoólicas.

Além deles, um tio de dois dos meninos também estava no local.

A polícia conseguiu falar com o pai de uma das crianças, o menino de quatro anos. Ele revelou que a guarda do menino é divida com sua ex-mulher e que o filho teria que ficar, durante aquele final de semana, com ele, mas não tinha com quem deixá-lo. As crianças foram acolhidas pelo Conselho Tutelar da cidade de Sapezal.

Cabe lembrar que, segundo o Código Penal brasileiro, o crime de abandono de incapaz é punível de 6 meses a 3 anos de prisão, que pode ser agravada se houver lesão corporal ou morte do incapaz, em decorrência do abandono.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!