Na cidade de Valparaíso de Goiás, na tarde desta terça-feira (30), mais uma Escola foi alvo de violência contra professores. Segundo a Polícia, um aluno entrou portando uma arma de fogo na escola e atirou contra o professor, que também é coordenador da instituição. O funcionário não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

De acordo com o portal G1, o assassinato aconteceu dentro da Escola Estadual Céu Azul.

A vítima foi identificada como Júlio César Barroso de Sousa, de 41 anos. Ele foi atingido com um tiro nas costas e outro quando já estava caído no chão. O autor dos disparos, segundo a polícia, estava uniformizado, tem 17 anos, já foi identificado e está foragido.

Segundo informações da polícia, o crime aconteceu por volta de 15h, logo depois de um desentendimento entre Júlio e o aluno. Testemunhas informaram que o jovem havia desrespeitado uma das professoras, agindo de modo violento e falando diversos palavrões.

Como coordenador da escola, Júlio foi até o estudante e o informou que ele seria suspenso e que caso voltasse a agir daquela maneira a polícia seria acionada.

De acordo com o delegado Rafael Abrão, titular do Grupo de Investigação de Homicídios de Valparaíso, o jovem se apresentava de forma introvertida na escola. No dia do crime o aluno não teria gostado da maneira que foi abordado pelo o coordenador no turno da manhã.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Escola

Durante a tarde ele voltou à escola, procurando por Júlio, invadiu a sala dos professores, e sacou a arma, matando o funcionário.

A vítima tentou correr para se abrigar, mas foi baleada pelas costas. Não satisfeito, o aluno teria se aproximado do educador e efetuado outro disparo. O Serviço de Atendimento de Urgência (Samu), foi acionado, todos os procedimentos para reanimar Júlio foram realizados pelos socorristas, mas infelizmente ele veio a óbito na sala dos professores.

Polícia investiga o crime

Abrão,informou que a escola estava cheia no momento do crime. As pessoas dentro da escola se agitaram, causando confusão e correria. O jovem continua foragido e seu paradeiro ainda é ignorado. A arma do crime também não foi encontrada. Diligências estão sendo realizadas em busca do paradeiro do suspeito..

A Secretaria de Educação de Goiás lamentou o ocorrido. A Seduc está com equipes no local para prestar apoio à comunidade escolar.

A cidade de Valparaíso receberá uma equipe multidisciplinar, composta por psicólogo e assistente social. As aulas estão suspensas na cidade até a próxima segunda-feira (6).

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo