Na noite da última terça-feira (21), um homem esfaqueou a ex-namorada e em seguida invadiu uma igreja evangélica matando três pessoas a tiros, em Paracatu, noroeste de Minas Gerais. De acordo com informações da Polícia Militar, Rudson Aragão Guimarães, de 39 anos, estava em sua residência junto a familiares e a ex-companheira, quando esfaqueou-a na região do pescoço com o uso de um canivete. Após assassinar a ex-namorada, Rudson teria se deslocado até a igreja Batista Shalom, onde fez mais três vítimas. O homem foi baleado pela Polícia, sendo socorrido e levado a um hospital da cidade. Seu estado de saúde é grave.

Publicidade
Publicidade

Contexto dos assassinatos

Segundo informações apuradas pelo portal G1, após assassinar a ex-namorada na presença de seus próprios familiares, Rudson Aragão Guimarães teria se dirigido à igreja Batista Shalom a fim de fazer novas vítimas. O tenente-coronel da PM, Luiz Magalhães, revelou que o suspeito teria chegado alucinado nas dependências da igreja, dizendo coisas desconexas e procurando pelo pastor, afirmando que iria matá-lo. No momento do ataque, pelo menos 20 pessoas participavam de uma reunião na igreja evangélica.

Publicidade

Imagens das câmeras de segurança registraram o exato momento em que Rudson chegou à igreja. O pastor Evandro Rama estava celebrando um culto até o momento em que foi perseguido pelo suspeito. Evandro conseguiu fugir pulando um muro nos fundos da igreja. Na fuga, fraturou o pé. Testemunhas relataram à Polícia Civil, em depoimento, que o pastor sofria ameaças do suspeito.

As vítimas do ataque

Três vítimas foram assassinadas no interior da igreja, todas elas com tiros na cabeça, além da ex-namorada de Rudson, que foi assassinada anteriormente ao ataque.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Religião

Uma equipe policial que passava pelo local ouviu o barulho dos disparos. O envolvimento do suspeito com os membros da igreja ainda está sendo investigado. Segundo o comandante da Polícia Militar, os policiais dispararam contra o autor do ataque e constataram que ele ainda possuía seis munições intactas, as quais, de acordo com o comandante, provavelmente seriam usadas contra outras pessoas.

Rudson Aragão foi socorrido pelos policiais e encaminhado a um hospital da cidade, onde foi submetido a cirurgia.

De acordo com a administração do hospital, seu estado de saúde é grave. As vítimas são: Heloísa Vieira Andrade, de 59 anos, ex-namorada do suspeito, Rosangela Albernaz, 50 anos, Marilene Marins de Melo Neves, que não teve a idade revelada, e Antônio Rama, 67 anos, pai do pastor da igreja. As vítimas foram veladas na manhã desta quarta-feira (22). A motivação do crime será investigada pela polícia.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo